Cesar Greco|Ag. Palmeiras
Cesar Greco|Ag. Palmeiras

Palmeiras e Santos: Clássico em que os adversários serão parceiros em breve

Fernando Prass e Gabriel farão parte da seleção olímpica

Daniel Batista, Gonçalo Junior, O Estado de S.Paulo

12 de julho de 2016 | 07h01

Palmeiras e Santos protagonizam nesta terça-feira, às 20h30, no Allianz Parque, mais um capítulo de uma rivalidade que cresce nos últimos anos, com as duas equipes disputando títulos e colecionando polêmicas dentro e fora de campo. Hoje, a partida marca o confronto de atletas que, em breve, serão companheiros de seleção olímpica e também a disputa pelas primeiras posições do Brasileiro.

No lado do Palmeiras, Fernando Prass, que completou 38 anos no último sábado, vai defender pela primeira vez a seleção e terá ao seu lado, os santistas Gabriel, Zeca e Thiago Maia. Gabriel Jesus, outro selecionável, está suspenso. 

“Ano passado, este clássico começou a se tornar algo mais forte. Vai ser diferente esta partida. Não vamos ganhar o campeonato se venceremos o jogo, mas ajuda muito na questão da confiança”, disse Jean.

O técnico do Santos, Dorival Júnior, mostra preocupação com a rivalidade aflorada. “Quando não fomentamos uma ideia, é natural que isso acabe e que disputemos dentro de campo. Isso (provocações) não leva a nada. Temos que respeitar mais. Não temos que valorizar os exageros dos jogos anteriores”, pediu o treinador.

As duas equipes vivem grande momento. O Palmeiras é líder, com 28 pontos, cinco a mais do que o Santos, em ascensão na tabela e com chance de entrar no G-4 em caso de resultado positivo. 

Como manda a tradição, Cuca e Dorival não revelaram quem vai jogar, mas no lado do Palmeiras o mistério é por lesões e suspensões. Os atacantes Gabriel Jesus e Róger Guedes e o volante Thiago Santos estão suspensos. Tchê Tchê e Moisés se recuperam de dores musculares e não chegaram a ser vistos no campo nos últimos dias, mas podem aparecer de surpresa. 

No Santos, O técnico Dorival Junior não revelou a escalação. Existe apenas uma dúvida importante: Vitor Bueno, titular no início do Campeonato Brasileiro, ou o colombiano Jonathan Copete, autor de dois gols nos últimos dois jogos. “A dúvida é o aproveitamento do Copete desde o início do jogo. Vou definir amanhã (hoje). Com Copete, ganharíamos mais profundidade. Ele é acostumado a jogar pelos lados. Participa muito. O Vitor Bueno vem de uma caída nos últimos dois jogos, mas é muito pouco perto do que já produziu. Confio nele e não vejo problema em tirá-lo ou mantê-lo. Continua sendo importante”, disse o treinador. 

Na defesa, o zagueiro David Braz volta a ser relacionado, mas será opção no banco de reservas. Gustavo Henrique e Luiz Felipe mantiveram o bom desempenho da defesa na ausência do titular. O Santos é a segunda defesa menos vazada do torneio, com 12 gols sofridos. No ataque, Ricardo Oliveira retorna apenas contra a Ponte Preta, sábado, na Vila Belmiro. Rodrigão, que anotou três gols em quatro jogos, será mantido. 

FICHA TÉCNICA

PALMEIRAS: Fernando Prass; Jean, Mina (Edu Dracena), Vitor Hugo e Zé Roberto; Matheus Sales, Arouca e Cleiton Xavier; Erik, Dudu e Barrios

Técnico: Cuca

SANTOS: Vanderlei; Victor Ferraz, Luiz Felipe, Gustavo Henrique e Zeca; Renato, Thiago Maia e Lucas Lima; Vitor Bueno (Copete, Gabriel e Rodrigão

Técnico: Dorival Júnior

JUIZ: Wilton Pereira Sampaio (GO)

LOCAL: Allianz Parque, em São Paulo

Tudo o que sabemos sobre:
Santos FCPalmeirasFutebol

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.