Cesar Greco/Ag. Palmeiras e Ivan Storti/Santos FC
Cesar Greco/Ag. Palmeiras e Ivan Storti/Santos FC

Palmeiras e Santos decidem vaga na final do Paulista e fazem tira-teima

Times se enfrentam no Pacaembu para apontar classificado à decisão do Estadual e desempatar confrontos decisivos recentes

Ciro Campos, O Estado de S. Paulo

27 de março de 2018 | 07h00

O primeiro finalista do Paulistão será conhecido nesta terça-feira após o clássico entre Palmeiras e Santos, equipes que nos últimos tempos têm se encontrado em decisões. A partida começa às 20h30, o Alviverde é o mandante do jogo no Pacaembu, que só receberá os torcedores palmeirenses, e é o favorito a desempatar o histórico recente de disputas decisivas entre os dois clubes.

+ Keno revela ter melhorado após bronca

+ Gabriel pede capricho ao Santos antes de semifinal

Em 2015, o Santos levou a melhor sobre o Palmeiras na final do Campeonato Paulista e na semifinal do Estadual no ano seguinte. Por outro lado, o clube alviverde se deu bem sobre o rival em competições de âmbito nacional, ao ganhar a final da Copa do Brasil de 2015 e faturar, no ano seguinte, o Campeonato Brasileiro, competição que teve o Santos como vice-campeão.

O novo capítulo da rivalidade entre os dois pode ter o mesmo desfecho de outros encontros recentes. Os pênaltis decidiram o vencedor em três dessas ocasiões decisivas e podem novamente ser necessários caso o Santos vença o adversário por um gol de diferença.

O Palmeiras se mostrou precavido e no último treino praticou as cobranças, em sinal de cautela contra o teórico favoritismo de ter vencido o confronto diante da torcida adversária sábado. "Tudo pode acontecer. A gente tem a vantagem do 1 a 0, mas não estamos classificados. Temos de treinar para ficar bem preparados", disse Keno.

O comissão pediu para os jornalistas não acompanharem a prática de cobranças de pênaltis. A formação deve ser a mesma do último sábado, exceto pela mudança de lateral-direito. Marcos Rocha sente dores musculares e deve dar lugar ao meia Tchê Tchê, que será improvisado na posição. O lateral-esquerdo Victor Luís era dúvida por lesão, mas ele está recuperado.

A grande atuação do goleiro Jailson contra o Santos fez o clube comemorar o esforço realizado até a véspera da partida para conseguir liberá-lo de uma punição. Novamente o jogador estará em campo e pode ser um trunfo se tiver disputa de pênaltis.

Do lado santista, o goleiro Vanderlei também tem bom currículo em defesas de cobranças, principalmente pelo retrospecto no Campeonato Brasileiro do ano passado. Porém, apesar dessa confiança, a preocupação do time santista está em conseguir vazar Jailson. 

"Existem estudos (sobre as penalidades) hoje em dia. Assim como sei que o Jailson tem um lado forte, ele sabe o meu quando cobro. Não é só demérito do atacante, é preciso reconhecer também o mérito do goleiro", disse o atacante Gabriel.

O Palmeiras vendeu 28 mil ingressos para o duelo e conta com um ótimo retrospecto no Pacaembu. São nove partidas seguidas sem perder no local, além de cinco jogos consecutivos sem sofrer gol. Por isso, mesmo com o desfalque de Borja, convocado para a seleção colombiana, a equipe não tem sofrido para conseguir os resultados esperados.

Na preparação para a missão de derrotar o time de melhor campanha, o Santos teve obstáculos no último treino. Ontem pela manhã, no CT Rei Pelé, o técnico Jair Ventura precisou poupar cinco titulares. 

O zagueiro David Braz, os volantes Alison e Renato e os atacantes Gabriel e Eduardo Sasha não foram a campo, mas estão confirmados. A maior parte do trabalho foi fechada à imprensa. A única dúvida de Jair Ventura está no meio-campo. Titular no sábado, Diogo Vitor deve sair. Jean Mota é favorito para entrar na equipe. Arthur Gomes, Vitor Bueno e Vecchio também têm boas chances.

SEM ARENA

O Palmeiras precisará atuar no Pacaembu, pois o Allianz Parque está fechado porque vai receber o show da banda inglesa Depeche Mode. Se o time passar à decisão, poderá voltar a atuar normalmente dentro do seu estádio.

FICHA TÉCNICA

PALMEIRAS X SANTOS

PALMEIRAS: Jailson; Tchê Tchê, Antônio Carlos, Thiago Martins e V. Luis; Felipe Melo, B. Henrique e L. Lima; Keno, Dudu e Willian. Técnico: Roger Machado.

SANTOS: Vanderlei; D. Guedes, Lucas Veríssimo, D. Braz e Dodô; Alison, Sasha, Renato, Jean Mota (Arthur Gomes) e Rodrygo; Gabriel. Técnico: Jair Ventura.

Juiz: Marcelo de Souza. 

Horário: 20h30.

Local: Pacaembu. 

Na TV: Pay-per-view.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.