Palmeiras e Santos duelam por vaga na final do Paulistão

Palmeiras e Santos se enfrentam neste sábado, a partir das 18h10, no Palestra Itália, para definir o primeiro finalista do Paulistão. No caso palmeirense, só a classificação pode evitar um clima ruim que atrapalharia até mesmo a disputa da Libertadores. E para os santistas, que jogam pelo empate, chegar à decisão do campeonato estadual será a comprovação do sucesso da arrancada promovida desde a chegada do técnico Vágner Mancini.

DANIEL AKSTEIN BATISTA E SANCHES FILHO, Agencia Estado

18 de abril de 2009 | 08h28

O Palmeiras sabe que o resultado deste sábado terá influência direta na outra decisão que tem pela frente: já na terça-feira, encara a equatoriana LDU, novamente no Palestra Itália, pela Libertadores. O Santos, por sua vez, acredita que pode segurar o ímpeto palmeirense no clássico, depois de ter ficado em vantagem nas semifinais do Paulistão, ao vencer o primeiro jogo por 2 a 1, semana passada, na Vila Belmiro.

Em campo, os dois times dificilmente vão repetir o que foi visto na Vila Belmiro, quando o jogo foi aberto, com ataques constantes de ambos os lados. Vágner Mancini já avisou que o Santos vai se fechar na defesa, para tentar explorar os contra-ataques. E no Palmeiras, que precisa de uma vitória simples, por qualquer placar, o técnico Vanderlei Luxemburgo deve apostar numa formação ofensiva, mas com toda a preocupação de não ir desesperado para frente.

Na última quarta-feira, também no Palestra Itália, o Palmeiras não conseguiu furar a retranca do Sport em jogo da Libertadores. Mesmo com um jogador a mais em campo durante toda a segunda etapa, falhou ao buscar o gol da vitória e ficou no 1 a 1. A tática do clube pernambucano, inclusive, já foi bem estudada pelo Santos, que promete repeti-la neste sábado para conseguir suportar a pressão palmeirense e sair com a vaga na final.

Os dois times entram em campo com desfalques importantes neste sábado. O Palmeiras perdeu dois titulares do meio-de-campo - o contundido Edmílson e o suspenso Cleiton Xavier -, além de ainda não poder contar com o atacante Willians, recuperando-se de lesão. No Santos, a grande ausência é do volante Rodrigo Souto, que irá cumprir suspensão. Mas nada disso deve tirar o brilho do clássico, para deleite do público que vai lotar o Palestra Itália.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.