Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Estadão Digital
Apenas R$99,90/ano
APENAS R$99,90/ANO APROVEITE
Cesar Greco/Agência Palmeiras
Cesar Greco/Agência Palmeiras

'Palmeiras é uma equipe que apanha demais', diz Eduardo Baptista

Time é o que mais sofreu faltas entre todos que disputam o Paulistão

Nathalia Garcia, O Estado de S.Paulo

25 de março de 2017 | 09h06

O Palmeiras enfrenta o Audax neste sábado, às 16 horas, para assegurar o primeiro lugar na classificação geral do Campeonato Paulista. Desde a derrota no clássico com o Corinthians, o time acumulou cinco vitórias consecutivas. E, para frear o embalo do líder, os rivais têm apostado em uma marcação cerrada. "O Palmeiras é uma equipe que apanha demais, os adversários vêm muito viris", disse Eduardo Baptista.

Em dez rodadas disputadas do Paulistão, o Palmeiras é o time que mais recebeu faltas: 180. Na sequência, aparecem o Mirassol (175) e a Ferroviária (169). Para efeito de comparação, o São Bernardo e Santos são as equipes com o menor número de faltas sofridas, ambas com 128.

Mas o empenho na marcação também é uma característica do time de Eduardo Baptista. E o carrinho de Felipe Melo em Lucas Lima no clássico com o Santos no último domingo gerou repercussão. O treinador, contudo, nega que seus comandados sejam violentos.

"O Palmeiras é um time que quer ganhar, briga por cada dividida, por cada bola, não vi nenhuma entrada desleal. A gente pede agressividade na marcação, de chegar forte para uma dividida, mas nunca deslealdade", afirmou o treinador.

Atrás de Botafogo (196), São Bernardo (181) e Ituano (179), o Palmeiras é o quarto time que mais cometeu faltas até agora no Estadual, com 163. Mas é apenas o sétimo colocado no número de cartões amarelos - 23 contra 34 do Botafogo, de Ribeirão Preto, que é o mais violento da competição. Dentro do elenco, Felipe Melo é o palmeirense que mais recebeu advertências - quatro.

A situação é mais favorável ao Palmeiras ao considerar os cartões vermelhos. Nenhum jogador de Eduardo Baptista foi expulso até agora. Apenas São Paulo, Ponte Preta, Corinthians e Audax vivem a mesma situação nesse quesito.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.