Divulgação
Divulgação

Palmeiras e Vasco se enfrentam na arena em clima de decisão

Derrotado praticamente dá adeus a seu objetivo

Daniel Batista, O Estado de S.Paulo

08 de novembro de 2015 | 07h00

Com o Campeonato Brasileiro em sua reta final, Palmeiras e Vasco se enfrentam neste domingo, às 17h, no Allianz Parque, com 18 pontos de diferença, mas com a sensação de um jogo decisivo para ambos, pois o derrotado praticamente dá adeus a seu objetivo na competição. A equipe alviverde aspira uma vaga no G-4 enquanto os cariocas sonham com a possibilidade de escapar do rebaixamento. 

O Palmeiras começa a rodada com 48 pontos e a nona colocação, com cinco pontos atrás do quarto lugar, o Santos. Se tropeçar, a diferença pode ficar em oito pontos tendo 12 em disputa. Já o Vasco tem apenas 30 pontos e também tem cinco de distância do Avaí, que começou a rodada como melhor time fora da temida zona da degola.

O meia Robinho acredita que o derrotado na arena terá de jogar a toalha. "O Vasco precisa sair dessa situação. Acho que se eles perderem para nós, não vai mais ter condições de se salvar. Eles vão jogar a vida. E, se nós perdermos no domingo, acho que vamos acabar abrindo mão do Brasileiro", analisou o jogador, que já fez as contas para ver o Palmeiras no G-4. "Precisamos de quatro vitórias em cinco jogos". 

Depois do jogo com o Vasco, o Palmeiras visita o Atlético-PR, joga em casa contra Cruzeiro e Coritiba e na última rodada enfrenta o Flamengo, no Rio. A ideia é vencer todos os jogos na arena e conseguir pelo menos uma vitória fora de casa.

A equipe alviverde também pode conseguir a classificação para a Libertadores conquistando o título da Copa do Brasil, mas o técnico Marcelo Oliveira prefere não pensar nisso no momento. "Temos o objetivo de disputar duas competições e estamos em condições de atingir algo importante nas duas competições. Temos de jogar os três jogos em casa com força e fazer nosso papel como mandante", disse o treinador.

Sempre comedido e político em suas respostas, até o comandante palmeirense admite que qualquer resultado diferente da vitória diante do Vasco, a Copa do Brasil se tornará a prioridade. "Se perder e o Santos ganhar, fica muito difícil. Pode ser que o G-4 vire G-5, mas nem podemos pensar nisso", disse.

A expectativa da torcida é ver como o Palmeiras vai se portar em campo. Marcelo Oliveira acredita que a semana livre, onde ele enfatizou o trabalho tático, possa surtir resultado, embora o jogo diante do Vasco possa ser um pouco diferente do habitual quando atua em casa. Como as duas equipes precisam do resultado, a tendência é ver um confronto bem aberto.

Exatamente por isso, ele decidiu montar um time um pouco mais ofensivo, tendo apenas Thiago Santos como volante marcador e Zé Roberto e Robinho ficam no meio, ajudando no apoio e na criação das jogadas. Sem poder contar com Dudu e Cristaldo, suspensos, Rafael Marques ganha uma nova oportunidade. Na lateral-direita, Lucas sente dores musculares e João Pedro entra. 

VALE COMO TÍTULO

No Vasco, o técnico Jorginho adota um discurso parecido com o dos palmeirenses em relação a importância do jogo e espera que os atletas de sua equipe entrem em campo sem se preocupar com a concorrência.

"Se a gente vencer, conseguimos respirar um pouco e perdendo fica bem difícil. Temos que ganhar todos os jogos e torcer contra os outros, mas agora o foco é só o Palmeiras", disse o treinador, que, apesar do momento ruim, brincou e fez uma promessa caso consiga salvar o Vasco da queda. "Vou dar volta olímpica", prometeu.

Em relação ao time, ele não terá o volante Bruno Gallo, suspenso, e Jorge Henrique, machucado. O atacante Leandrão, que fez apenas um gol desde que chegou ao clube, e o volante Julio dos Santos, foram barrados. Entram, respectivamente, Riascos e Diguinho.

FICHA TÉCNICA

PALMEIRAS: Fernando Prass; João Pedro, Jackson, Vitor Hugo e Egídio; Thiago Santos, Robinho, Zé Roberto, Rafael Marques e Gabriel Jesus; Barrios

Técnico: Marcelo Oliveira

VASCO: Martín Silva; Madson, Luan, Rodrigo e Júlio César; Serginho, Diguinho, Andrezinho e Nenê; Rafael Silva e Riascos

Técnico: Jorginho

JUIZ: Anderson Daronco (RS)

LOCAL: Allianz Parque

HORÁRIO: 17h

Tudo o que sabemos sobre:
PalmeirasVascoFutebolBrasileirão

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.