Palmeiras e Vasco ficam no 1 a 1

Uma bobeada do zagueiro Alexandre e o Palmeiras deixou escapar a chance de conquistar, com antecedência, a vaga na próxima fase da Copa dos Campeões. O time paulista vencia o Vasco por 1 a 0, nesta quarta-feira à noite, no estádio Albertão, em Teresina, e dominava a partida. Mas num cruzamento de Léo Guerra, Alexandre falhou e Souza empatou. Com o resultado, os palmeirenses chegaram aos quatro pontos, mantiveram a liderança isolada no grupo D e podem perder por até dois gols de diferença do Atlético-MG, domingo, que conseguem a classificação. Já o time carioca está com 2 pontos e depende de uma vitória sobre o Bahia.Assim que as equipes entraram em campo, um detalhe chamou a atenção. Washington vestia a camisa número 32 do Vasco. Em homenagem ao atacante Romário, que iniciou a carreira no clube e defendeu o time nos últimos meses - está se transferindo para o Flamengo -, a diretoria vascaína resolveu ?aposentar? a camisa número 11.O primeiro tempo foi cheio de passes errados e poucas chances de gol. O Vasco assustou apenas em um chute de Washington. O Palmeiras, mais entrosado, desperdiçou boas chances com Nenê e Lopes e ainda foi prejudicado pela má atuação do assistente, que anotou três impedimentos inexistentes.No segundo tempo, o técnico Vanderlei Luxemburgo substituiu Itamar por Muñoz e no primeiro ataque da equipe, logo aos três minutos, o Palmeiras abriu o placar. Em rápida jogada, Nenê encontrou Lopes, que cruzou na cabeça do atacante colombiano Muñoz: 1 a 0. O gol acordou o Vasco, que resolveu atacar e desperdiçou boas chances com Léo Lima, que carimbou a trave, e Ramon, em cobrança de falta que passou rente ao travessão. De tanto insistir, os cariocas chegaram ao empate, aos 21 minutos. Léo Guerra cruzou, Alexandre bobeou e Souza desviou para as redes: 1 a 1.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.