Palmeiras e Vasco ficam no empate

O Palmeiras desperdiçou neste domingo uma chance de ouro de ganhar três pontos e só empatou com o Vasco por 0 a 0, em São Januário. Para complicar, o rival Corinthians venceu (3 a 2 no Brasiliense) e aumentou a diferença de pontos sobre a equipe do Parque Antártica. Sem falar que os alvi-negros ainda poderão disputar de novo os clássicos contra Santos e São Paulo.O placar final foi ruim para os dois times. ?Não foi aquilo que a gente esperava em termos de resultado. Queríamos ter saído com uma vitória aqui, mas não foi possível?, disse Marcinho. ?A gente tentou de todas as formas conseguir a vitória?, completou Alex Dias.O Palmeiras está em quinto lugar e tem agora 46 pontos, sete a menos que o líder Corinthians. Para piorar, o clube possui dois jogos a mais que o rival, devido à anulação de jogos pelo STJD . Já o Vasco tem 31 pontos e ainda corre risco de rebaixamento.O equilíbrio marcou todo o confronto, assim como as falhas de finalização. Aos 6 minutos ocorreu a primeira grande chance do jogo. Abedi recebeu dentro da área e chutou, mas a bola desviou em Corrêa e saiu para escanteio. A resposta do Verdão veio aos 7, com Marcinho, que bateu da entrada da área, mas a bola foi para fora.A jogada de bola parada era uma grande arma dos dois times, devido ao equilíbrio do confronto na etapa. Aos 14, Daniel cobrou falta com muita força. A bola explodiu na trave, tocou nas costas do goleiro Roberto e foi para a lateral.Pouco depois, aos 16, o Palmeiras desperdiçou três oportunidades seguidas, numa cabeçada Gamarra que Roberto defendeu, em outra cabeçada de Diego Souza para fora e num chute de Juninho. Outra grande chance, mas desta vez do Vasco, saiu dos pés de Morais. Ele bateu e Marcos fez grande defesa.No final da etapa, aos 42, Romário lançou Alex Dias, mas Marcos, atento, saiu da área e afastou o perigo com os pés.Após o intervalo, o Vasco passou a pressionar mais. Logo aos 8, Romário chutou, Marcos defendeu e no rebote o goleiro salvou novamente o chute de Alex Dias. Aos 12, o próprio atacante cabeceou na trave, com perigo.A grande chance do Palmeiras veio em outra cobrança de falta de Daniel, aos 29. O goleiro não conseguiu segurar, mas Gioino foi travado por Vergara no rebote. E dez minutos depois, Corrêa cruzou, mas o atacante Gioino, sozinho, cabeceou para fora.Antes do apito final Marcos salvou mais uma vez o Palmeiras, em chute de Alex Dias. Pelo menos, a derrota não veio, mesmo sabendo que o empate não era o ideal.

Agencia Estado,

02 de outubro de 2005 | 18h07

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.