Werther Santana/Estadão
Werther Santana/Estadão
Imagem Robson Morelli
Colunista
Robson Morelli
Conteúdo Exclusivo para Assinante

Palmeiras embarca para o Mundial com a confiança de sua torcida, com um craque, Dudu, e preparado

No ônibus que conduziu o time, a inscrição "Maior campeão do Brasil! Para o torcedor é muito mais do que isso. O Palmeiras fez a América se dobrar ao seu futebol por duas temporadas seguidas. Agora quer o mundo

Robson Morelli, O Estado de S.Paulo

02 de fevereiro de 2022 | 12h08

O Palmeiras deixou a Academia de Futebol com uma certeza: a torcida está com o time. A campanha nesses primeiros jogos do Paulistão, aliada ao tempo e à organização da preparação do time, dá ao torcedor mais esperança de voltar para casa com a taça do Mundial de Clubes da Fifa, em sua segunda tentativa seguida após ganhar a Libertadores em 2020 e 2021. Não é para qualquer um.

Os jogadores também perderam o medo de comentar sobre o torneio que ainda não começou e todos eles, de modo geral, deram de ombros para o Estadual e soltaram o verbo sobre o Mundial, a grande disputa do time no semestre.

Serão duas partidas, uma de semifinal e, se passar, a grande final. O Palmeiras fez algumas contratações, mas Abel Ferreira, pelo que treinou e jogou até agora, confia na formação que brilhou na temporada passada. Dois jogadores ficaram para trás nesta caminhada, mas certamente estão torcendo pelos amigos: Felipe Melo e Luiz Adriano. Eles não estão mais no clube.

O grande jogador do Palmeiras é Dudu. Ele tem feito gols, mostra-se concentrado e está muito a fim de jogar nos Emirados Árabes. O Palmeiras não deixou nada lhe escapar desta vez. Portanto, não há desculpas para mandar a campo um time competitivo. O elenco descansou, curtiu as férias, fez pré-temporada e realizou quatro partidas oficiais antes de embarcar. A torcida sabe de tudo isso. E está animada. Todos queriam abraçar os jogadores na saída da Academia. Havia um mar de palmeirenses.

No ônibus que conduziu o time, a inscrição "Maior campeão do Brasil! Para o torcedor é muito mais do que isso. O Palmeiras fez a América se dobrar ao seu futebol por duas temporadas seguidas. Não é fácil ganhar a Libertadores. E agora tem mais uma vez a chance de pintar o mundo de verde. O Palmeiras quer o mundo.

O torcedor sabe também que não será fácil. Nunca é para os times sul-americanos. Cobra apenas bom futebol, gols e a classificação para a final. Se tiver de enfrentar o Chelsea, que seja. E fazer o máximo para ganhar. O palmeirense quer uma disputa limpa e bem jogada. E, claro, que o time volte para casa com a taça nas mãos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.