Cesar Greco/Ag. Palmeiras
Cesar Greco/Ag. Palmeiras

Palmeiras empata com Athletico-PR e vê Flamengo abrir dez pontos na liderança

Time alviverde faz partida ruim na Arena da Baixada e fica ainda mais distante do título nacional

João Prata, O Estado de S.Paulo

20 de outubro de 2019 | 21h04

O Palmeiras empatou por 1 a 1 com o Athletico-PR neste domingo na Arena da Baixada e viu o Flamengo abrir dez pontos de vantagem na liderança do Campeonato Brasileiro. Enquanto o time alviverde oscila e encontra dificuldade especialmente quando atua fora de casa, a equipe carioca acumula 13 vitórias nos últimos 14 jogos da competição.

Faltam 11 partidas para o término do torneio e o Flamengo tem 64 pontos contra 54 do Palmeiras, uma diferença difícil de tirar, ainda mais se for levado em conta o futebol apresentado pelas duas equipes nos jogos recentes. Foi a terceira partida seguida longe de seus domínios que o Palmeiras não vence - antes empatou com o Internacional (1 a 1) e perdeu para o Santos (2 a 0).  

Mano optou pela entrada de Zé Rafael na armação das jogadas e Deyverson de centroavante. Sem contar com Marcos Rocha e Mayke, colocou também Jean na lateral direita. E foi por ali que o Athletico criou suas principais jogadas na etapa inicial. O time anfitrião começou pressionando e abriu o placar aos seis. Adriano cruzou da esquerda e Marcelo Cirino apareceu na segunda trave para marcar.

No Maracanã, o Flamengo vencia o Fluminense e pressionava ainda mais o Palmeiras. O Athletico recuou um pouco e os visitantes passaram a ter mais posse de bola. O empate veio aos 40. Deyverson se antecipou a Thiago Heleno e desviou para as redes. O centroavante encerrou jejum de quatro meses sem marcar. O último gol foi em 3 de junho, na vitória por 2 a 0 sobre o Avaí.

O problema é que o Palmeiras demonstrava a mesma dificuldade dos outros jogos, com o meio de campo lento e pouco criativo. Zé Rafael não conseguiu dar velocidade para o setor e foi substituído por Lucas Lima no segundo tempo. No Rio, o Flamengo ampliou e garantiu a vitória por 2 a 0 sobre o Fluminense. Restava ao Alviverde ir com tudo para cima do adversário para tentar manter a distância em oito pontos.

Mas o  Athletico talvez pela tranquilidade de não ter nada a perder era superior. Campeão da Copa do Brasil e garantido na Libertadores, a equipe paranaense chegava com facilidade ao ataque. O Palmeiras se resumia a buscar a vitória em um contra-ataque. Mas não encaixou nenhuma jogada de velocidade e terminou a partida com o empate e ainda mais longe do título.   

FICHA TÉCNICA:

ATHLETICO-PR 1 X 1 PALMEIRAS

ATHLETICO-PR - Leo; Madson, Léo Pereira, Thiago Heleno e Adriano; Wellington; Bruno Guimarães e Bruno Nazário (Léo Cittadini); Rony, Marco Ruben (Thonny Anderson) e Cirino (Pedrinho). Técnico: Thiago Nunes.

PALMEIRAS - Weverton; Jean (Luan), Gustavo Gómez, Vitor Hugo e Diogo Barbosa; Felipe Melo, Bruno Henrique e Zé Rafael (Lucas Lima); Dudu, Willian (Raphael Veiga) e Deyverson. Técnico: Mano Menezes. 

GOLS - Marcelo Cirino, aos 6, e Deyverson, aos 40 minutos do primeiro tempo.

ÁRBITRO - Ricardo Marques Ribeiro (MG). 

CARTÕES AMARELOS - Thiago Heleno (Athletico-PR); Gustavo Gómez e Bruno Henrique(Palmeiras).

PÚBLICO - 19.973 torcedores. 

RENDA -  R$787.710,00.

LOCAL - Arena da Baixada, em Curitiba (PR). 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.