Palmeiras empata com Mogi e vê aproximação de rivais

O Palmeiras empatou sem gols neste domingo com o Mogi Mirim, no interior de São Paulo, pela nona rodada do Campeonato Paulista. Com isso, o time de Felipão chegou aos 20 pontos e segue na liderança isolada, mas permitiu a aproximação do Corinthians, que bateu o Santos, por 3 a 1, e atingiu os 19 pontos, e do São Paulo, que goleou, por 4 a 0, o Bragantino e soma 18.

RENAN CARREIRA, Agência Estado

20 de fevereiro de 2011 | 18h14

O goleiro do Mogi Mirim foi o grande personagem da partida contra o Palmeiras. Se na última quinta-feira João Paulo errou ao tentar driblar Liedson, que roubou a bola e marcou o segundo gol do Corinthians, dessa vez ele fechou a meta com belas defesas.

O Palmeiras teve a primeira chance de abrir o placar logo aos 6 minutos. O zagueiro Everton Dias fez falta em Kléber na entrada da área, em jogada na qual o defensor recebeu cartão amarelo. Na cobrança de Marcos Assunção, a bola passou perto da trave do lado direito de João Paulo.

O time de Felipão voltou a levar perigo aos 15 minutos, após boa troca de passes. Tinga recebeu livre na entrada da área e chutou no canto esquerdo de João Paulo, que fez grande defesa. O meia estava impedido, mas o juiz não marcou. Na sobra da jogada, Valdivia ficou com a bola, porém dessa vez o árbitro anotou a posição irregular.

A primeira chance do Mogi Mirim aconteceu aos 23 minutos. Geovane recebeu livre na área e chutou cruzado. A bola passou rente à trave esquerda do goleiro Bruno.

Já para o fim do primeiro tempo, o Palmeiras criou boas chances de abrir o placar, a mais clara aos 37 minutos. Após boa troca de passes no ataque, Luan recebeu livre na área e chutou forte. O goleiro João Paulo fez outra grande defesa. O Mogi Mirim respondeu aos 42. Geovane recebeu passe de calcanhar de Denílson, cortou o zagueiro Danilo, mas chutou por cima da meta de Bruno.

As duas equipes voltaram para a etapa complementar sem alterações. O Mogi Mirim fez prevalecer o fato de estar jogando em casa e pressionou o Palmeiras no início do segundo tempo. Aos 6 minutos, Roberto Jacaré invadiu a área pela esquerda e chutou de pé esquerdo. Bruno fez boa defesa e jogou a bola para escanteio.

O Palmeiras respondeu aos 10 minutos com Kléber. O atacante recebeu livre na área e bateu forte. João Paulo fez grande defesa. O goleiro foi ainda o protagonista da chance mais clara do time de Felipão, aos 26. Patrik fez a jogada pela esquerda e cruzou. Adriano pegou de primeira, mas João Paulo voou na bola e espalmou para fora.

Aos 37 minutos, Bruno de Jesus arriscou de fora da área e acertou o travessão do goleiro palmeirense. Cinco minutos depois, Baraka cruzou da direita e Roberto Jacaré cabeceou sem marcação. Bruno fez uma boa defesa no canto direito de sua meta.

O Palmeiras volta a campo na próxima quarta. A equipe estreia na Copa do Brasil contra o Comercial, no Piauí. Pelo Paulistão, o clube alviverde faz o clássico contra o São Paulo, no Morumbi, no próximo domingo, às 16 horas. Já o Mogi Mirim joga de novo no sábado, às 18h30, contra o Americana, fora de casa.

Ficha técnica

Mogi Mirim 0 x 0 Palmeiras

Mogi Mirim - João Paulo; Maizena, Everton Dias, Audálio e João Paulo Gomes (Nando); Baraka, Bruno de Jesus, Val (Paulo Isidoro) e Geovane; Roberto Jacaré e Denílson. Técnico: Guto Ferreira.

Palmeiras - Bruno; Cicinho, Danilo, Thiago Heleno e Rivaldo; Márcio Araújo, Marcos Assunção (João Vitor), Tinga (Patrik) e Valdivia (Adriano); Luan e Kléber. Técnico: Luiz Felipe Scolari.

Árbitro - Rodrigo Guarizo do Amaral.

Cartões amarelos - Everton Dias, Bruno de Jesus, Audálio e Roberto Jacaré (Mogi Mirim); Danilo (Palmeiras).

Cartão vermelho - Bruno de Jesus (Mogi Mirim).

Renda e público - Não disponíveis.

Local - Estádio Romildo Vitor G. Ferreira, em Mogi Mirim (SP).

Tudo o que sabemos sobre:
futebolPaulistãoPalmeirasMogi Mirim

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.