Rodrigo Gazzanel/Futura Press
Rodrigo Gazzanel/Futura Press

Palmeiras empata com o Audax e perde a chance de garantir melhor campanha

Alviverde agora torce contra o Corinthians para assegurar melhor campanha com antecedência

Renan Fernandes, O Estado de S.Paulo

25 de março de 2017 | 18h06

Apesar dos pedidos do técnico Eduardo Baptista para seus jogadores se manterem focados na reta final do Paulistão, o Palmeiras tropeçou em casa contra o Audax, 2 a 2, e perdeu a chance de garantir a melhor campanha da fase de classificação com uma rodada de antecedência. Apesar do empate, o alviverde conseguiu manter a soberania jogando em seus domínios. A última derrota alviverde em sua arena foi em 24 de julho do ano passado, contra o Atlético-MG. Depois disso, foram 19 jogos, com 14 vitórias e cinco empates.

Já a equipe de Osasco ganhou uma respiro na briga contra o rebaixamento. Longe de repetir a campanha que a levou ao vice-campeonato do Paulistão de 2016, os comandados de Fernando Diniz estão com 9 pontos, no Grupo D, e decidem seu futuro na próxima rodada, contra o Santo André. O Palmeiras soma 25 pontos no Grupo C, e encera a 1ª parte do torneio em jogo com a Ponte Preta, em Campinas.

Com desfalques importantes, como os selecionáveis Dudu, Alejandro Guerra, Yerry Mina e Miguel Borja, os poupados Fernando Prass e Felipe Melo, o Palmeiras compensou a falta de entrosamento com muita disposição. A todo momento, os jogadores buscavam pressionar a saída de bola do Audax, que mantém a característica de não sair do campo defensivo com lançamentos diretos. O problema desta estratégia foram os espaços deixados no meio-campo.

Quando conseguiu sair jogando, a equipe de Osasco criou boas oportunidades de abrir o marcador, mas Rafinha acabou errando duas chances claras. E foi quando mais se soltava no jogo que os visitantes tomaram o gol. Róger Guedes aproveitou rebote do goleiro Felipe Alves para apenas escorar para o fundo das redes.

No segundo tempo, o Palmeiras diminuiu o ritmo e acabou permitindo o empate. Betinho apareceu livre no meio da área após jogada lateral e deslocou o goleiro Jailson, que fez sua primeira partida no ano. Pouco tempo depois, duas escolhas de Eduardo Baptista que entraram na etapa final brilharam.

Erik roubou a bola e tabelou com Willian. O atacante precisou de duas oportunidades, mas conseguiu fazer o segundo dos donos da casa. Mas quando o resultado parecia resolvido, Léo Artur foi lançado em velocidade e deu um belo toque por cobertura e deixou tudo igual no placar.

Após o apito final, Fernando Diniz foi expulso por reclamar muito com a arbitragem. O treinador e seus jogadores reclamavam que a partida foi finalizada quando a equipe tinha uma falta perigosa a seu favor.

FICHA TÉCNICA

PALMEIRAS 2 x 2 AUDAX

Gols: Róger Guedes, aos 47 minutos do primeiro tempo. Betinho, aos 21, Willian, aos 27, e Léo Artur, aos 35, do segundo tempo.

PALMEIRAS: Jailson; Fabiano, Antônio Carlos, Vitor Hugo e Zé Roberto; Thiago Santos; Róger Guedes, Tchê Tchê, Michel Bastos (Vitinho) e Keno (Erik); Alecsandro (Willian). Técnico:  Eduardo Baptista.

AUDAX: Felipe Alves; Felipe Rodrigues (Betinho), André Castro e Magal; Matheuzinho, Bruno Guimarães, Matheus Vargas e Léo Artur; Rafinha (Léo Cereja), Ytalo e Marcus Vinícius (Marquinho). Técnico: Fernando Diniz.

Juiz: Marcelo Aparecido Ribeiro de Souza (SP).

Cartões Amarelos: Matheuzinho, Róger Guedes, Tchê Tchê, Vitinho, Felipe Alves, Thiago Santos, Antônio Carlos, Léo Artur.

Renda: 1.561.992,32 ( 27.386 pagantes).

Local: Allianz Parque, em São Paulo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.