Palmeiras empata com o Guará e adia vaga na semi do Paulistão

Equipe alviverde chega aos 37 pontos e pode decretar vaga na próxima rodada, contra o Bragantino, no Palestra

Alan Rafael Villaverde, estadao.com.br

21 de março de 2009 | 21h03

Paulo Pinto/AE

Diego Souza comemora o gol de pênalti que garante empate do Palmeiras diante do Guaratinguetá

SÃO PAULO - A vaga às semifinais do Campeonato Paulista foi postergada para o Palmeiras, pelo menos por mais uma rodada, já que o time, repleto de jogadores considerados reservas, não passou de um empate em 1 a 1 diante do Guaratinguetá, na noite deste sábado, fora de casa, em partida válida pela 15.ª rodada.

Veja também:

linkApós empate, Ortigoza lamenta gol perdido no final

linkPalmeirense Keirrison sofre acidente de carro, mas passa bem

tabela Campeonato Paulista - Tabela e resultados

especialDê seu palpite no Bolão Vip do Limão

Com o resultado, o Palmeiras chega aos 37 pontos, mantém a liderança e sua invencibilidade, mas ainda não pode comemorar a vaga, o que pode acontecer na partida de terça, dia 24, às 19h30, diante do Bragantino, no Palestra Itália. Já a equipe do Guará, semifinalista no ano passado, chegou aos 15 pontos, e continua sob ameaça de rebaixamento.

Contando com Lenny e o paraguaio Ortigoza no ataque, o Palmeiras foi pífio na primeira etapa, errando demais nos passes curtos no meio-campo, facilitando a marcação do Guaratinguetá, que mostrava vontade, mas pouca qualidade técnica para ameaçar o gol defendido por Bruno.

Mesmo diante de um panorama desagradável para o torcedor dos dois times, gols aconteceram, sendo o primeiro deles do Guaratinguetá, aos 42 do primeiro tempo, quando Bruno se atrapalhou num cruzamento, deixando a bola livre para o toque de calcanhar do experiente Wellington Amorim.

 Guaratinguetá 1
Fernando; Ivo, Edson Rocha     (Jamur), Nino e Tiago Saletti     (Rocha); Careca, Alê, Magal e Nenê    ; Wellington Amorim e Gil
Técnico: Márcio Araújo
 Palmeiras 1
Bruno; Wendel     (Evandro); Maurício Ramos, Danilo     e Pablo Armero; Pierre, Sandro Silva (Marquinhos), Cleiton Xavier e Diego Souza; Lenny (Daniel Santos) e Ortigoza
Técnico: Vanderlei Luxemburgo
Gols: Wellington Amorim, aos 42 minutos do primeiro tempo; Diego Souza, aos 10 minutos do segundo tempo

Árbitro: Vinicius Furlan

Renda: R$ 238.378,55

Público: 8296 pagantes

Estádio: Dario Rodrigues Leite, em Guaratinguetá

Irritado com o que viu, Vanderlei Luxemburgo tratou de mudar o esquema de sua equipe ao colocar Marquinhos e Daniel Santos nos lugares de Sandro Silva e Lenny - este apagado, afoito na hora de finalizar.

As modificações confundiram a marcação do Guaratinguetá, mas foi a precipitação do zagueiro Edson Rocha que deu a chance para o Palmeiras empatar. Aos nove minutos, o jogador do time do Vale do Paraíba agarrou Ortigoza na área. Pênalti que Diego Souza converteu com facilidade, aos 10.

Assustado com o empate, o Guaratinguetá mudou de estratégia e passou a se contentar com um ponto arrancado do líder da competição. O Palmeiras, com a oportunidade para atacar e pressionar, insistia nos erros de passe no meio-campo, dando duas chances para o adversário assustar o goleiro Bruno.

Depois dos dois lances a seu favor, o Guará recuou e quase pagou caro por isso se não fosse a falta de pontaria palmeirense. Marquinhos, que busca seu lugar na equipe, teve boa chance aos 46, mas chutou mal, para fora, decretando o resultado.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.