Werther Santana/ Estadão
Werther Santana/ Estadão

Palmeiras encaminha a venda de Cristaldo para clube russo

Atacante recebe nova oferta e deve sair por R$ 12 milhões

Daniel Batista, O Estado de S.Paulo

07 de janeiro de 2016 | 18h02

O Palmeiras está muito próximo de acertar a venda do atacante argentino Jonathan Cristaldo para o Rubin Kazan, da Rússia. O jogador, inclusive, pode até nem viajar para Itu - embora seu nome esteja na lista, onde a equipe está concentrada para fazer a pré-temporada. O clube ucraniano tenta o acerto com o jogador desde outubro do ano passado.

Pela negociação, o Rubin Kazan deve pagar cerca de R$ 12 milhões para ficar com o argentino. Anteriormente, eles haviam oferecido R$ 7,5 milhões e o Palmeiras recusou. Cristaldo chegou ao Palmeiras em agosto de 2014 contratado do Metalist, da Ucrânia, por R$ 8 milhões.

O valor foi pago pelo presidente Paulo Nobre, que entrou na negociação como um investidor do clube. O dirigente acabou assumindo a dívida e não cobrou o valor pago pelo jogador, que embora seja um dos atletas mais queridos pelos torcedores por seu bom humor, não conseguiu ter uma grande sequência com a camisa alviverde.

No total, Cristaldo fez 65 jogos pelo Palmeiras e marcou 16 gols, sendo 14 no ano passado. Além dele, quem também pode deixar o clube são Mouche e Allione. O primeiro é cobiçado por clubes da Europa e argentinos, mas ainda não apareceu uma proposta que agrade a diretoria alviverde, que se mostra disposta a negociá-lo, desde que seja por um valor aceitável. Quanto a Allione, a ideia da comissão técnica é segurar o jogador, que também está nos planos de times argentinos.

A saída de Cristaldo não deve criar grandes problemas para o técnico Marcelo Oliveira, pois ele conta com diversas opções para o setor, casos de Barrios, Alecsandro, Dudu, Gabriel Jesus, Luan, Mouche e Erik, que foi apresentado nesta quinta-feira. Rafael Marques e Kelvin, que tinham contrato até o fim do ano passado, ainda podem conseguir a renovação.

Tudo o que sabemos sobre:
PalmeirasFutebolCristaldo

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.