César Greco/Ag. Palmeiras
César Greco/Ag. Palmeiras

Palmeiras encaminha acordo com Gómez e aguarda documentação para fechar novo registro

Clube e zagueiro paraguaio alinham novas condições após longo impasse sobre acerto salarial

Ciro Campos, O Estado de S.Paulo

28 de julho de 2020 | 13h26

O Palmeiras conseguiu evoluir na negociação com o zagueiro paraguaio Gustavo Gómez para assinar o novo contrato. Durante as últimas semanas houve um impasse entre as partes após o clube ter fechado com o Milan a compra dos direitos econômicos, mas não conseguir chegar a um acordo salarial com o jogador. Mas as conversas evoluíram e em breve o paraguaio deve voltar a atuar pelo time.

A diretoria conseguiu estabelecer com o zagueiro novas condições para selar o contrato. A documentação está pronta e aguarda a assinatura. Para poder inscrever o jogador a tempo da disputa da fase final do Campeonato Paulista, é necessário que Gómez esteja registrado até as 19h desta terça-feira no Boletim Informativo Diário (BID) da CBF. Se essa tramitação for concretizada a tempo, ele poderá ser inscrito para enfrentar o Santo André, nesta quarta-feira.

Gómez está no Palmeiras desde julho de 2018. O paraguaio chegou inicialmente com um contrato de empréstimo de um ano. Após esse primeiro período, o clube conseguiu fechar a negociação com o Milan, mas acertou com o defensor que antes de assinatura do vínculo efetivo, haveria mais um ano de empréstimo. Já em julho de 2020, na hora de costurar a parte final de toda a tramitação, Gómez e o clube passaram por um impasse sobre as condições salariais.

Anteriormente havia sido desenhado no pré-contrato um formato de pagamento com base na cotação do euro naquele momento. Como nos últimos meses a variação cambial interferiu na valorização da moeda, foi preciso o clube e os representantes do jogador buscarem um novo acordo, dentro de uma nova realidade financeira. O Palmeiras admite que era necessário reduzir a pedida salarial, principalmente após o impacto econômico da pandemia.

Nos dois jogos disputados pelo Palmeiras depois da paralisação, o clube justificou a ausência de Gómez como "sem contrato". Apesar do impasse, o paraguaio treinou normalmente todos os dias na Academia de Futebol e durante as partidas do time diante de Corinthians e Água Santa, acabou substituído por Vitor Hugo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.