Cesar Greco/Ag. Palmeiras
Cesar Greco/Ag. Palmeiras

Palmeiras encaminha renovação de contrato com o goleiro Fernando Prass

As duas partes já consideram o acordo próximo; assinatura deve ser quando time estiver em situação mais consolidada no Brasileiro

Ciro Campos, O Estado de S. Paulo

20 de setembro de 2017 | 07h00

O Palmeiras e o goleiro Fernando Prass estão próximos de um acordo para renovar o contrato. O vínculo atual termina em dezembro, o que já possibilitaria ao atleta assinar um pré-vínculo sem custos com qualquer outra equipe. Apesar disso, as duas partes garantem que as conversas estão encaminhadas para que o jogador estenda a permanência no time. 

"Está encaminhado. Vamos tratar disso no momento certo, temos alguns casos, então não vamos, neste momento, tratar isoladamente. Mas está encaminhada a situação do Prass", disse o presidente do Palmeiras, Mauricio Galiotte. O clube deve aguardar estar em uma situação mais cômoda no Campeonato Brasileiro para selar o acordo.

O goleiro de 39 anos é o jogador do elenco atual há mais tempo no clube, ao ter sido contrato em dezembro de 2012. Prass demonstrou felicidade ao falar da proximidade da renovação. "Estou torcendo para isso (pela renovação). O presidente já falou que quer que eu fique e está otimista. Sempre falei que depende mais do Palmeiras do que de mim. Se o presidente falou que está bem encaminhado, é um bom sinal", comentou Prass.

A situação avançada contrasta com um período de incerteza, vivido meses atrás. Em julho a diretoria ainda não havia procurado o goleiro para conversar quando Prass, coincidentemente, perdeu a vaga de titular. O técnico Cuca voltou a apostar em Jailson e colocou o antigo dono da posição como suplente exatamente no mês marcava o último semestre de contrato e abria, portanto, chance para assinar vínculo prévio com outra equipe.

Tanto Prass como Palmeiras, no entanto, já haviam sinalizado o desejo de esticar a parceria. O clube confiava na vontade do jogador em recusar outros clubes. Cuca elogiou a atuação dele na última partida, contra o Coritiba, e o manterá no gol enquanto o titular, Jailson, se recupera de lesão no quadril. "O que precisamos fazer é trabalhar, porque existem momentos de oscilação, mas, com maturidade e experiência, você aprende a conviver com isso", comentou Prass.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.