Palmeiras encara clássico para seguir na luta pelo título

O Campeonato Brasileiro com confrontos no estilo mata-mata deixou de existir faz cinco anos. Mas o torcedor que prefere aquele tipo de disputa terá uma tarde para matar saudade neste domingo, a partir das 16 horas, no Palestra Itália. Palmeiras e São Paulo enfrentam-se pela quinta vez no ano em clássico que tem o sabor e a importância de uma final.O vencedor segue firme na luta para manter a hegemonia do Estado - fez os últimos quatro campeões. Ao perdedor, restará a esperança das combinações matemáticas e o prêmio de consolação: lutar por vaga na Libertadores de 2009.Será o tira-teima do ano. Cada equipe ganhou duas vezes. E o mandante sempre saiu vencedor, o que daria, teoricamente, uma vantagem ao Palmeiras. Jogar no Palestra Itália fez os palmeirenses assumirem o favoritismo durante a semana.?Estamos com um bom aproveitamento em casa (87%) e contamos com o apoio da torcida. Temos 70% de chances de sair de campo com a vitória?, disse o lateral-esquerdo Leandro, ainda na segunda-feira. ?Claro que atuar no Palestra Itália é uma vantagem que temos?, acrescentou o zagueiro Roque Júnior. Para ele, a única diante de ?dois times parecidos?.A segurança do goleiro Marcos certamente é uma das armas palmeirense. Após temporadas lutando contra as contusões, o goleiro vive um 2008 perfeito: já ergueu a taça no Paulista e espera acabar com o jejum nacional. Não à toa, é o mais assediado, como se pôde ver nos treinos em Atibaia.A retribuição ao carinho veio em uma disputa de pênaltis com o artilheiro Alex Mineiro. Com braços abertos, Marcos ?fechou? o gol para o goleador. Defendeu cobranças e inibiu o companheiro, que também chutou algumas bolas para fora.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.