Cesar Greco/Ag. Palmeiras
Cesar Greco/Ag. Palmeiras

Palmeiras encara dificuldade de não conseguir virar jogos desde junho

Clube reverteu um placar desfavorável pela última vez no clássico com o São Paulo, antes da Copa

Ciro Campos, O Estado de S.Paulo

08 Fevereiro 2019 | 11h00

O técnico Luiz Felipe Scolari, do Palmeiras, vivencia nesta semana a necessidade de fazer o time reagir depois da derrota para o Corinthians assim como cuidar de um incômodo tabu no clube. Nesta terceira passagem do treinador, a equipe não conseguiu virar nenhum dos jogos em que saiu atrás no placar, como foi o caso do último sábado, quando perdeu por 1 a 0 pelo Campeonato Paulista.

Nos 36 jogos de Felipão desde agosto do ano passado, quando voltou ao Palmeiras, o time saiu atrás em nove e perdeu quatro desses encontros. Nas outras cinco ocasiões ao menos a equipe conseguiu empatar e salvar o resultado. Contra o Corinthians, no caso, o gol marcado por Danilo Avelar foi nos minutos iniciais, mas em campo o Palmeiras não conseguiu a reação.

Nessa passagem de Felipão o Palmeiras saiu atrás e não conseguiu evitar a derrota para Cerro Porteño, pela Copa Libertadores, Cruzeiro, pela Copa do Brasil, Boca Juniors, pela Copa Libertadores, e Corinthians, pelo Campeonato Paulista. De todos esses confrontos, apenas o compromisso com os argentinos teve o placar desfavorável por 2 a 0, enquanto nos demais a derrota foi de 1 a 0.

A última vitória de virada do Palmeiras foi em junho do ano passado. A equipe bateu o São Paulo por 3 a 1, no Allianz Parque, pelo Campeonato Brasileiro, ao sair atrás em um gol contra de Edu Dracena e concretizar o resultado ao marcar com Dudu e dois gols de Willian.

Contra o Corinthians, foi a primeira vez que o Palmeiras saiu atrás no placar nesta temporada. A sequência de jogos do time no Estadual inclui o Bragantino, na próxima segunda-feira, no Pacaembu, e depois a Ferroviária, em Araraquara, e o clássico com Santos, no Allianz Parque.

Para Entender

Guia do Paulistão 2019: tudo o que você precisa saber sobre a competição

Corinthians, Palmeiras, Santos e São Paulo vão iniciar competição com menos de três semanas de pré-temporada

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.