Palmeiras encara lanterna ABC no retorno ao Pacaembu

Após quase dois meses, o Palmeiras volta a jogar em São Paulo e o momento não poderia ser melhor. O time vem de uma goleada sobre o Oeste por 4 a 0, enfrenta o lanterna da Série B do Campeonato Brasileiro, o ABC, conta com a vontade e inspiração de Valdivia e com o apoio da torcida, que promete comparecer em bom número no estádio do Pacaembu, a partir das 21 horas, pela oitava rodada.

DANIEL BATISTA, Agência Estado

12 de julho de 2013 | 08h04

Na última vez em que atuou no estádio, no dia 14 de maio, o time alviverde perdeu para o Tijuana por 2 a 1 e foi eliminado nas oitavas de final da Copa Libertadores. O time teve que fazer quatro jogos longe da capital como punição pela confusão de sua torcida com policiais no ano passado. "Temos que ter a força que mostramos na Libertadores, quando a torcida nos abraçou com toda a dificuldade que tínhamos", disse o técnico Gilson Kleina.

O clima tão favorável, como há muito tempo não acontecia, deixa o treinador ressabiado e em alerta para evitar frustrações no reencontro com a torcida. Ele vai conversar com o time antes da partida para evitar que o clima de euforia chegue ao campo. E para aproveitar o bom momento, resolveu manter a mesma formação do jogo passado com Valdivia entre os titulares e Mendieta no banco de reservas.

A pressão para escalar o paraguaio que veio do Libertad é grande, mas novamente ele não sai jogando. Desta vez, além de deixar de treinar para tratar da mudança de sua família para o Brasil, ele ficou com febre. "Vamos ter calma. Na hora certa, ele entra", avisou Gilson Kleina.

Com Márcio Araújo, Charles e Wesley no time, Valdivia terá liberdade para atacar sem ter de se preocupar tanto com a marcação. A formação propicia também maior liberdade aos laterais, já que tanto Luís Felipe quanto Juninho atacam muito melhor do que marcam. Quando subirem para jogar nas costas do retrancado time potiguar, serão protegidos por Márcio Araújo e Charles.

Foi assim que Valdivia conseguiu se destacar diante do Oeste e mostrou desenvoltura, para a alegria do treinador que admitiu sentir o chileno diferente nesta semana. "Ele está alegre para fazer futebol de forma mais natural", contou um empolgado treinador. Durante os treinos, era clara a alegria do jogador, como se tivesse tirado um peso das costas.

No ABC, o técnico Waldemar Lemos conta com a surpreendente volta do zagueiro Flávio Boaventura. Ele estava praticamente certo com o Náutico, mas a negociação fracassou. Ele entra no lugar de Vinícius.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolSérie BPalmeiras

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.