Palmeiras encara o Sport para acalmar Gareca e abafar a crise

Time visita os pernambucanos na luta para sair da zona de rebaixamento e diminuir a pressão sobre o treinador

Daniel Batista, O Estado de S.Paulo

20 de agosto de 2014 | 04h54

"Tenho experiência em situação assim, mas também tenho limites. Seguramente, a diretoria, a torcida, todos têm limites." A frase dita pelo técnico Ricardo Gareca mostra bem o quanto o treinador se sente pressionado com a má fase do Palmeiras e a vitória diante do Sport nesta quarta-feira, na Arena Pernambuco, se torna ainda mais necessária após a clara insatisfação do treinador.

O temor da diretoria alviverde é que mais um tropeço faça Gareca desistir, largar tudo e voltar para a Argentina. Algo que seria um desastre para os dirigentes, que apostam tudo no argentino para dar a volta por cima e sair da zona de rebaixamento no Brasileiro.

Como se já não bastasse a derrota por 2 a 1 para o São Paulo e as nove rodadas sem uma vitória no campeonato, o treinador tem que administrar também a perda de Valdivia, que parecia ter voltado para ajudar os companheiros, mas sofreu uma lesão no clássico e só retorna daqui a um mês. No fim do ano, ele ainda vai passar por cirurgia no nariz. Outro desfalque é o zagueiro Lúcio, suspenso.

Gareca não tem nenhum jogador com a categoria do chileno e nem a força e liderança do zagueiro. Então, talvez em sua última tentativa em fazer a equipe mostrar algo diferente e conseguir um resultado positivo, ele recorre a uma dupla que está em baixa, mas pode se reerguer junto com o time hoje.

Na defesa, Victorino estreia como titular. O uruguaio não joga uma partida oficial desde setembro de 2012, quando ainda defendia o Cruzeiro. Neste período, sofreu sucessivas lesões e só voltou a atuar alguns minutos no amistoso contra a Fiorentina, no dia 30 de julho.

Outra novidade é o volante Wesley. Ele perdeu a posição no time depois do jogo com o Atlético-MG e no clássico ficou no banco de reservas. O lógico seria a entrada de Felipe Menezes no lugar de Valdivia, mas o meia há tempos não tem dado conta do recado.

No Sport, o técnico Eduardo Baptista tem força máxima e conta com duas importantes novidades no banco: o volante Ibson e o meia Diego Souza, que chegou a negociar com o Palmeiras. Os dois devem entrar no decorrer da partida. 

FICHA TÉCNICA

SPORT:  Magrão; Patric, Oswaldo, Durval e Renê; Rithely, Wendel, Régis e Érico Júnior; Felipe Azevedo e Neto Baiano.

Técnico: Eduardo Baptista

PALMEIRAS: Fábio; Wendel, Victorino, Tobio e Victor Luis; Renato, Marcelo Oliveira, Wesley e Allione; Mouche e Henrique 

Técnico: Ricardo Gareca

JUIZ: Heber Roberto Lopes (SC)

LOCAL: Arena Pernambuco, em Recife

HORÁRIO: 19h30

Tudo o que sabemos sobre:
PalmeirasFutebolSportBrasileirão

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.