Palmeiras enfrenta incógnita em Minas

Todo mundo sabe que enfrentar o Cruzeiro no Campeonato Brasileiro é tarefa complicada, afinal, trata-se do atual campeão da competição. Mas é pior ou melhor jogar contra este time após sua eliminação de um torneio importante como a Taça Libertadores da América? A resposta será conhecida hoje, às 16 horas, quando o Palmeiras entrar em campo para enfrentá-lo, no Mineirão. Nem mesmo os palmeirenses sabem o que esperar. Podem ter a tarefa facilitada, caso encontrem o time mineiro abalado pela eliminação na copa continental, ou complicada, caso o grupo de Paulo César Gusmão entre com disposição extra para se reabilitar. Assim, Jair Picerni procurou preparar a equipe para tudo. O técnico palmeirense admite que o Cruzeiro, assim como sua própria equipe, é um grande clube e vive em função de títulos, estando sujeito a abalos quando é eliminado de uma competição. ?Mas este é um time de qualidade e o desgaste pode sumir em uma ou duas bolas?, observou Picerni. Para Muñoz, se o Cruzeiro entrar em campo abalado, o Palmeiras poderá aproveitar. ?Mas também pode ser perigoso, porque eles vão querer reabilitar o time.? O jogador espera que os zagueiros adversários não tentem descontar nele, que é colombiano como os jogadores do Deportivo, a frustração pela eliminação na Libertadores. ?Acho que não tem nada a ver.? Para o volante Magrão, pegar os mineiros neste momento vai ser complicado. ?Agora eles vão querer se recuperar no Brasileiro.? Cuidados ? Picerni acompanhou a vitória do Cruzeiro sobre o Deportivo Cali no tempo normal e sua posterior eliminação nos pênaltis e considerou boa a atuação do time mineiro, em especial no segundo tempo. ?Além disso, eles contam com o Alex, um dos melhores jogadores no setor dele (meio-de-campo), que merece cuidado grande, mais o Guilherme, o Jussiê e aquele rapaz novo, o Dudu.? Sobre o fato de o confronto reunir o campeão da Série A contra o da Série B, o técnico desconversou. ?Puxa! Isso já está tão longe!? Mas este não é o discurso de alguns dos jogadores, pois para o zagueiro Glauber, que substitui Nen, expulso contra a Ponte Preta, ?esta é uma grande chance para o Palmeiras mostrar que é grande?. Na escalação, além de Glauber, Alceu substitui Marcinho, suspenso. Picerni deixou uma dúvida no meio-de-campo: Pedrinho ou Diego Souza. O primeiro, recém recuperado de contusão na coxa, foi poupado dos treinos de ontem, assim como Marcos e Muñoz.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.