Alex Silva/Estadão
Alex Silva/Estadão

Palmeiras enfrenta o Mirassol pensando na Copa Libertadores

Time alviverde quer também melhorar o desempenho de seu criticado ataque

Daniel Batista, Agência Estado

27 de março de 2013 | 07h24

SÃO PAULO - Com a classificação para as quartas de final do Campeonato Paulista bem adiantada, o Palmeiras visita nesta quarta-feira o Mirassol, às 19h30, no estádio José Maria de Campos Maia, em Mirassol, pela 15.ª rodada, com o intuito de quebrar algumas marcas e melhorar o desempenho de seu criticado ataque, tão contestado pela fraca produção nos últimos jogos.

O time alviverde está invicto como visitante no Estadual - foram cinco empates e uma vitória. Mas o único resultado positivo fora de casa foi na segunda rodada da competição, quando fez 3 a 1 sobre o Oeste. "Realmente vencer fora de casa é algo importante. Mas prefiro ver o lado positivo. Não perdemos ainda", disse o técnico Gilson Kleina.

Enquanto o Palmeiras comemora a invencibilidade como visitante, o Mirassol sofre quando é o mandante - dos 12 pontos somados até agora na competição, apenas quatro foram em casa. Em seis jogos, foram uma vitória, um empate e quatro derrotas. E o time amarelo ainda tem a terceira pior defesa do Paulistão - 25 gols sofridos, junto com o XV de Piracicaba.

Apesar dos números a seu favor, ninguém no Palmeiras se atreve a falar de favoritismo, mas é fato que o time entra em campo já pensando na Copa Libertadores. Gilson Kleina definiu que vai escalar o que tem de melhor nesta quarta e, no sábado contra o Linense, vai apostar em um time de reservas e jogadores que não podem atuar na competição internacional. O foco é o confronto contra o Tigre, na terça da semana que vem, pela competição continental.

"Quando escuto que eu teria de poupar eu dou risada. Não tenho peça para isso. Mas realmente contra o Mirassol vamos montar uma formação e no sábado o time tem de ser diferente. Espero que o torcedor compreenda isso", disse o treinador.

A preocupação é com o desgaste físico. O Palmeiras volta para São Paulo logo após o jogo e deve chegar de madrugada. E estará em campo no sábado para enfrentar o Linense, no Pacaembu, e na terça pega o Tigre, novamente no estádio municipal.

A preocupação é tão grande que o zagueiro Vilson, recuperado de um edema na coxa direita, poderia atuar nesta quarta, mas será poupado. Ele não pode enfrentar o Tigre, suspenso, então estará em campo no sábado. Mesmo caso de Léo Gago, Rondinelly, André Luiz e Leandro, que não estão inscritos na Libertadores. Em relação ao time, Gilson Kleina repete a formação que empatou sem gols com o Santos, no último domingo.

MIRASSOL - Gustavo; Pio, Leonardo, Gian e Diogo; Alex Silva, Mineiro, Camilo e Leomir; André Luís e Tiago Luís. Técnico: Ivan Baitello.

PALMEIRAS - Fernando Prass; Weldinho, Maurício Ramos, André Luiz e Juninho; Léo Gago, Márcio Araújo, Charles e Wesley; Leandro e Caio. Técnico: Gilson Kleina.

Juiz: Vinicius Gonçalves Dias Araújo.

Horário: 19h30.

Local: José Maria de Campos Maia.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolPaulistãoPalmeiras

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.