Daniel Teixeira/Estadão
Daniel Teixeira/Estadão

Palmeiras enfrenta o Nacional-URU para não repetir erros

Time alviverde pode disparar na liderança do grupo

Daniel Batista, O Estado de S.Paulo

09 de março de 2016 | 07h00

O Palmeiras vem de dois resultados positivos, mas o clima ainda é desconfiança, principalmente pela má impressão deixada diante do Rosario Central, quarta-feira. O jogo virou um exemplo para a equipe que encara o Nacional-URU, nesta quarta-feira, às 21h45, novamente no Allianz Parque, pela segunda rodada da Libertadores.

“Nosso time vai estar bem preparado. Já passamos por uma experiência dessas e não podemos deixar acontecer novamente”, disse o atacante Dudu, lembrando a atuação ruim da segunda etapa diante dos argentinos. “Vamos fazer dois tempos bons agora”, prometeu o jogador.

Durante a pré-temporada, Nacional e Palmeiras se enfrentaram e após empate sem gols, os uruguaios levaram a melhor nos pênaltis. Um fato curioso é que Fernando Prass, que pegou um pênalti contra o Rosario, defendeu duas cobranças contra os uruguaios, mas não evitou a derrota.

Como aconteceu diante dos uruguaios, a arena deve estar lotada mais uma vez. Até a noite de terça-feira, tinham sido vendido 34 mil ingressos para a partida, que pode deixar o Palmeiras com a classificação bem encaminhada em caso de um resultado positivo. O Palmeiras é o líder do grupo 2 com quatro pontos, seguido pelo River Plate-URU e Nacional e o Rosario tem um. Ainda nesta quarta, o Rosario recebe o River Plate, às 19h30.

Em relação ao time, a principal novidade é o retorno de Roger Carvalho, recuperado de uma entorse no joelho. Ele deve atuar ao lado de Vitor Hugo e Thiago Martins volta para o banco de reservas.  O zagueiro Edu Dracena e o atacante Lucas Barrios, que começaram a treinar com bola no início da semana, continuam fora. Os dois podem aparecer entre os relacionados para o clássico com o São Paulo, domingo, no Pacaembu.

No Nacional, o técnico Gustavo Múnua não poderá contar com o zagueiro Diego Polenta, que sofreu uma contratura na perna esquerda e ficará no Uruguai para  tratar a lesão. Outro defensor que também não joga é Erick Cabaco, suspenso pela expulsão contra o Rosario, na primeira rodada. Sem opções, o treinador terá que apostar em um velho conhecido do torcedor palmeirense na zaga. Mauricio Victorino, que atuou no clube em 2014, será titular ao lado de Sebastián Gorga. No banco de reservas, outro palmeirense que marca presença é o volante Sebastián Eguren.

FICHA TÉCNICA

PALMEIRAS: Fernando Prass; Lucas, Roger Carvalho, Vitor Hugo e Zé Roberto; Thiago Santos, Jean e Robinho; Dudu, Gabriel Jesus e Cristaldo

Técnico: Marcelo Oliveira

NACIONAL-URU: Conde; Jorge Fucile, Victorino, Gorga e Espino; Romero, Porras, Barcia, Nicolás López e Ramírez; Sebastián Fernández

Técnico: Gustavo Munúa

JUIZ: Enrique Osses-CHI

LOCAL: Allianz Parque

HORÁRIO: 21h45

 

Tudo o que sabemos sobre:
PalmeirasFutebol

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.