Cesar Greco/Ag. Palmeiras
Cesar Greco/Ag. Palmeiras

Palmeiras entra com recurso no STJD para poder escalar Moisés no Estadual

Clube aciona esfera nacional após TJD determinar que jogador não poderia voltar a atuar pela competição atual

Ciro Campos, O Estado de S. Paulo

03 de abril de 2019 | 17h05

O Palmeiras acionou nesta quarta-feira o Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) para recorrer da pena aplicada em âmbito estadual pelo Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) para o meia Moisés. O clube se sentiu insatisfeito com a decisão da última segunda-feira, quando o jogador recebeu no Campeonato Paulista quatro partidas de suspensão e não poderia mais, portanto, entrar em campo pelo torneio.

A pena aplicada pelo TJD se refere a um incidente na partida entre Palmeiras e Santos, em fevereiro, no Allianz Parque. Moisés e o zagueiro santista Gustavo Henrique trocaram agressões durante uma confusão no fim do primeiro tempo. O palmeirense tentou ainda dar um soco no adversário. Apesar de o episódio não ter rendido cartões, a dupla foi punida com quatro jogos de suspensão por ter conduta contrária à disciplina ou à ética desportiva.

Como a penalidade foi anunciada na segunda-feira pelo Pleno do TJD, o Palmeiras levou o caso para a esfera nacional para tentar um efeito suspensivo. Esse mesmo recurso já foi usado no mesmo processo anteriormente e serve para liberar o jogador para atuar até que outro julgamento seja marcado. Se não tiver sucesso na tentativa, a equipe não poderá mais escalar o meia, já que o time tem no máximo mais três partidas para disputar pelo Estadual e a punição trata de quatro jogos de afastamento.

O Palmeiras ficou descontente com o resultado do julgamento por considerar que houve uma decisão política. O clube está rompido com a Federação Paulista de Futebol (FPF) e reclamou nas últimas semanas da atuação do presidente do TJD, Antonio Assunção de Olim.

Para Entender

Guia do Paulistão 2019: tudo o que você precisa saber sobre a competição

Corinthians, Palmeiras, Santos e São Paulo vão iniciar competição com menos de três semanas de pré-temporada

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.