Nelson Perez/Fluminense FC
Nelson Perez/Fluminense FC

Palmeiras escolhe Richarlison como alvo para reforçar o ataque

Atacante do Fluminense ganha a preferência no clube por ser jovem e poder atuar em várias funções no setor

Ciro Campos, O Estado de S. Paulo

08 de junho de 2017 | 15h03

Na procura por um atacante para reforçar o elenco, o Palmeiras tem como alvo Richarlison, do Fluminense. O jogador de 20 anos foi revelado pelo América-MG e está no clube carioca desde o ano passado. Neste Campeonato Brasileiro, ele já marcou dois gols e despertou o interesse do atual campeão brasileiro.

O desejo de ter um reforço se intensificou depois de o técnico Cuca ter perdido Alecsandro, agora no Coritiba, e Rafael Marques, negociado com o Cruzeiro. A diretoria gosta do nome do atleta do Fluminense por se encaixar na política do clube de apostar em contratações jovens, com potenciais de revenda futura. Além disso, Richarlison pode atuar tanto centralizado, como pelas laterais do setor ofensivo.

Logo que voltou ao Palmeiras, há cerca de um mês, Cuca pediu para a diretoria buscar um nome para reforçar o setor. A equipe está há quatro rodadas sem marcar gols no Campeonato Brasileiro e tem visto as principais opções para o ataque, Willian e Borja, atuarem abaixo do esperado. Nas últimas semanas a diretoria recebeu ainda a oferta de Sassá, do Botafogo, mas não se interessou.

O Palmeiras pretende resolver logo a negociação por dois fatores principais. O primeiro é o risco de o jogador do Fluminense completar sete partidas pelo Campeonato Brasileiro e, assim, não poder se transferir atuar por outra equipe na competição. O segundo é a proximidade do início das oitavas de final da Copa Libertadores. Com a chegada do mata-mata, em julho, a equipe poderá alterar três jogadores da lista de 30 inscritos e ter o reforço à disposição.

Richarlison tem 25 partidas e 11 gols pelo Fluminense nesta temporada. O clube carioca, dono de 50% dos direitos econômicos, chegou a recusar uma proposta do Ajax, da Holanda, no começo do ano. O atacante tem passagens pelos elencos de base da seleção brasileira, incluindo a disputa do último sub-20, em janeiro, no Equador.

O interesse inicial do Palmeiras por Richarlison ainda não se concretizou em proposta oficial. O clube considera a possível contratação como uma operação complicada, pela possibilidade de os valores serem elevados. Até a próxima semana o presidente do Alviverde, Maurício Galiotte, não estará no Brasil, pois acompanha como chefe de delegação da seleção brasileira a equipe de Tite nos amistosos na Austrália.

Por coincidência, Palmeiras e Fluminense vão se encontrar no próximo sábado, no Allianz Parque, às 16h, em jogo válido pelo Campeonato Brasileiro.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.