Palmeiras espera manter boa campanha como visitante

A instabilidade do Palmeiras tira o sono do técnico Luiz Felipe Scolari. Segundo ele, a briga pelo título brasileiro já está descartada. E, a cada rodada que passa, a vaga na Libertadores fica mais distante. Mas a sequência de jogos longe de casa é animadora, diante do bom aproveitamento palmeirense como visitante. O primeiro desafio acontece nesta quarta-feira, quando enfrenta o Prudente, às 19h30 (de Brasília, com transmissão do estadão.com.br), no estádio Eduardo José Farah, em Presidente Prudente.

DANIEL BATISTA, Agência Estado

22 de setembro de 2010 | 08h43

O fato de não jogar mais no Palestra Itália mexeu com o grupo palmeirense. Enquanto seu estádio está fechado para o início das reformas, o Palmeiras tem jogado no Pacaembu, onde seu desempenho como mandante é péssimo. Ele tem um dos piores aproveitamento do campeonato, com quatro vitórias, quatro empates e quatro derrotas.

Mas a situação é bem diferente como visitante, em que perdeu apenas duas vezes: para o Avaí (4 a 2, na Ressacada) e São Paulo (1 a 0, no Morumbi). "Fora de casa a nossa equipe é muito mais equilibrada, principalmente por termos maior atenção com o adversário", explicou o volante Márcio Araújo, um dos titulares de Felipão.

Como o elenco se apega ao fato de estar melhor longe de casa, o Palmeiras tem boa chance de se reabilitar no Brasileirão. Após o jogo contra o Prudente, o time enfrenta o Flamengo, no Rio de Janeiro; recebe o Internacional, em Barueri; e disputa o clássico contra o Santos, na Vila Belmiro. Uma sequência como visitante que pode ajudar os palmeirenses.

Como já se tornou habitual, Felipão tem problemas para escalar o Palmeiras. O goleiro Marcos continua fora, se recuperando de dores no joelho esquerdo. No meio de campo, o chileno Valdivia também não joga, suspenso pelo terceiro cartão amarelo. Em seu lugar, o volante Edinho retorna após cumprir suspensão na derrota para o São Paulo.

Como também não conta com Tinga, outro suspenso, a tendência é que o treinador escala quatro volantes, com Pierre, Edinho, Márcio Araújo e Marcos Assunção. No ataque, Kléber volta de suspensão e ocupa a vaga de Valdivia, formando dupla com Tadeu, já que Ewerthon sofreu uma lesão no joelho esquerdo e não deve mais atuar neste ano.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolCampeonato BrasileiroPalmeiras

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.