Palmeiras espera por Vitória e Náutico

Enquanto os principais rivais estão envolvidos em contratações, no Palmeiras a história está emperrada. O clube tenta Kléberson e França, mas as negociações são complicadas. Ambas esbarram na má vontade dos clubes, Atlético-PR e Bayer Leverkusen, respectivamente, e na impossibilidade de oferecer salários parecidos com os recebidos na Europa.Problemas à parte, o técnico Jair Picerni começa a preparar o time para a disputa de duas competições simultâneas. Isso porque, no dia 23, a equipe enfrenta o Vitória, pelas oitavas-de-final da Copa do Brasil. A competição é encarada com muito carinho por todos no Parque Antártica, uma vez que assegura vaga na Taça Libertadores da América. Três dias depois está marcada a estréia na Série B do Campeonato Brasileiro, contra o Náutico.TRISTEZA - Um acidente de trânsito no fim da noite de domingo matou Franklin Eduardo Silva Santos, de 19 anos, jogador do Palmeiras B. Outras quatro pessoas também morreram. Elas estavam em dois carros, um Palio e um Uno, que se chocaram em uma curva da marginal do Rio Jundiaí, em Jundiaí. Franklin havia acabado de sair da sua festa de noivado. Antônio Gerônimo Gomes, de 31 anos, que dirigia o Palio, perdeu o controle do veículo e bateu contra o Uno da noiva do jogador, Edna Cristina Matavelli, de 22 anos. Ela morreu na hora, junto com Daniel Carlos Matavelli, de 37 anos, e Silvana de Faria Sapari, de 51 anos. Morreu ainda o filho de Antônio, Bruno Gomes, de 2 meses.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.