Palmeiras espera solução do caso Kahê

O Palmeiras espera para quarta-feira uma definição sobre o "caso Kahê". O jogador está envolvido numa batalha judicial com o Nacional, seu ex-clube.Há duas semanas, o Nacional obteve na Justiça o direito de ser ressarcido por Kahê em R$ 1,2 milhão por quebra de contrato. Desde então, por cautela, o Palmeiras deixou de utilizar o jogador.A advogada de Kahê, Gislaine Nunes, entrou com um recurso na semana passada contra a liminar obtida pelo Nacional. Apesar de ter prometido que não se envolveria no caso, a diretoria palmeirense ajudou o atacante a pagar as despesas com o processo: R$ 24 mil.Kahê tem treinado separado do time. O atacante tem apenas corrido em volta do campo. Após estourar com quatro gols nos dois jogos iniciais, Kahê passou oito partidas sem marcar, perdeu a vaga de titular e foi totalmente ofuscado por Osmar, seu substituto.Nesta terça-feira, foi registrado na CBF o novo contrato do zagueiro Daniel. O ex-jogador do São Caetano, que foi titular do Palmeiras durante toda a Série B de 2003, lesionou-se no começo deste ano, foi operado e está prestes a voltar a ser relacionado no time principal (ele já tem atuado pela equipe B). Daniel prorrogou seu contrato com o Palmeiras até o fim de 2005.Já o lateral Daniel Martins, que se desentendeu com a diretoria, terá seu contrato rescindido.Nesta quarta-feira, o Palmeiras completa 90 anos de vida. A festa no clube ocorre na segunda-feira. "Mas bem que uma vitória contra o Corinthians poderia servir de presente para o Palmeiras, não?", diz o zagueiro Gabriel.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.