Alex Silva/Estadão
Alex Silva/Estadão

Palmeiras espera ter patrocínio master nas próximas semanas

Diretoria tem usado local nobre da camisa para fazer propaganda do Avanti, que não para de crescer e rende milhões ao time alviverde

Daniel Batista, O Estado de S.Paulo

16 de janeiro de 2015 | 07h02

Enquanto Alexandre Mattos monta um novo e competitivo time para o Palmeiras, o presidente Paulo Nobre corre atrás de mais recursos para o clube. E são grandes as chances de o time ter, nas próximas semanas, um patrocinador master pela primeira vez desde Nobre assumiu o poder, em janeiro de 2013.

O assunto, como de costume, tem sido tratado em sigilo e com bastante cautela, já que em outros momentos também faltou pouco para que um acordo fosse fechado. O Palmeiras conversa com a Volkswagen e com a Huawei, favorita para vencer a disputa, e a intenção é fechar um acordo com valor anual entre R$ 15 milhões e R$ 20 milhões.

No ano passado o dirigente pedia R$ 25 milhões aos interessados em ocupar o espaço principal da camisa, mas não teve êxito porque os resultados do time eram ruins e a maioria dos investimentos das empresas no futebol foram direcionados para a Copa do Mundo.

Outra fonte de renda que também deve ajudar este ano é a do programa o sócio-torcedor, que não para de crescer. Com as contratações e inauguração do Allianz Parque, o número de sócios do Avanti subiu muito nas últimas semanas e já passou dos 72mil. No ano passado, o clube arrecadou R$ 10 milhões com o Avanti e a previsão é que este ano o valor dobre.

Tudo o que sabemos sobre:
PalmeirasFutebol

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.