Palmeiras está na Bolívia para jogo pela Libertadores

Na altitude de 4 mil metros, time encara o Real Potosí na próxima quarta-feira e pode perder por até três gols

Agencia Estado

31 de janeiro de 2009 | 17h37

O Palmeiras chegou na manhã deste sábado a Sucre, na Bolívia, onde ficará até quarta-feira, data da partida de volta contra o Real Potosí, pela primeira fase da Copa Libertadores. O elenco palmeirense estava em Santa Cruz de La Sierra desde a noite de sexta-feira e foi de avião a Sucre. Na quarta, o time segue de táxi para Potosí, a fim de fazer uma viagem mais rápida e segura.Veja também: Libertadores 2009 - Tabela e resultadosConfira as novidades do mercado do futebol Dê seu palpite no Bolão Vip do Limão Como parte do planejamento para amenizar os efeitos da altitude de quase 4 mil metros no local do jogo, oito titulares do Palmeiras já estão na Bolívia e não atuam no domingo contra a Ponte Preta em Campinas, pelo Paulistão. O goleiro Marcos não foi por causa de uma contusão e o técnico Vanderlei Luxemburgo optou por ainda não levar os zagueiros Danilo e Maurício Ramos, que jogam contra a Ponte. Para substituir Marcos, Bruno viajou com a delegação.Neste domingo, a equipe trabalha em dois períodos no estádio do Universitário de Sucre. Os treinos já devem ir adaptando o elenco à altitude, já que a cidade boliviana fica a aproximadamente 2.800 metros acima do nível do mar. Na quarta-feira, o Palmeiras pode perder até por três gols de diferença para avançar na Libertadores, depois de golear o Real Potosí por 5 a 1 na última quinta, no Palestra Itália.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.