Cesar Greco/Ag Palmeiras
Cesar Greco/Ag Palmeiras

Palmeiras estreia na Libertadores para colocar à prova investimento milionário

Após gastar mais de R$ 70 milhões nesta janela, time inicia caminhada na Argentina, contra o Tucumán

Ciro Campos, O Estado de S. Paulo

08 de março de 2017 | 07h00

Foram nove jogos na temporada, 30 atletas testados e cerca de R$ 78 milhões investidos no elenco para o Palmeiras chegar nesta quarta-feira, finalmente, à estreia na fase de grupos da Copa Libertadores. O atual campeão brasileiro joga no norte da Argentina, contra o novato Atlético Tucumán, às 21h45. É o começo da caminhada atrás da segunda taça continental do clube.

O elenco mais badalado do futebol brasileiro, reforçado por nove contratações, desafia na cidade de San Miguel de Tucumán um adversário estreante em competições internacionais, com uma torcida eufórica pela campanha histórica.

A equipe paulista se planejou para este primeiro jogo, válido pelo Grupo 5 da Libertadores, desde o fim do ano passado. Se o clube perdeu o atacante Gabriel Jesus para o Manchester City, tratou de manter a maior parte do elenco – a diretoria prorrogou contratos e deu aumentos salariais a jogadores importantes, como Róger Guedes, Mina e Tchê Tchê. Além disso, investiu R$ 12,5 milhões para comprar 50% dos direitos econômicos do atacante Dudu e R$ 6,7 milhões por 40% dos direitos do lateral Fabiano.

Esta última negociação também rendeu a vinda do atacante Willian Bigode, um dos nove reforços do time para a temporada. A equipe foi ao mercado brasileiro para buscar Keno, ex-Santa Cruz, Hyoran, ex-Chapecoense, e Raphael Veiga, que estava no Coritiba.

Outras duas investidas foram as mais relevantes. O Palmeiras foi buscar no atual campeão da Libertadores, o Atlético Nacional, o meia Guerra, por R$ 11, 8 milhões e, por fim, o atacante Borja, com o valor de R$ 33 milhões. Estas duas últimas negociações foram concretizadas com dinheiro da Crefisa. 

A patrocinadora destinou ao clube somente nesta janela de transferências mais de R$ 60 milhões para ajudar em contratações. Ao todo, os reforços do Palmeiras custaram cerca de R$ 78 milhões.

A equipe vai à Argentina como uma das favoritas do grupo a passar às oitavas de final. As boas expectativas só não são maiores porque o elenco se lembra de 2016, quando viveu otimismo semelhante e caiu na primeira fase. “No ano passado a gente só foi entender como era jogar a Libertadores quando tínhamos poucas chances de classificação”, disse o lateral-esquerdo Zé Roberto.

A formação titular na Argentina deve ser parecida à usada na última sexta-feira, contra o Red Bull, pelo Campeonato Paulista. O Palmeiras fez treinos fechados e, nesta terça, trabalhou já no local da partida, o estádio Monumental José Fierro. Após ter marcado dois gols em dois jogos, a tendência é o atacante Borja começar como titular do time pela primeira vez.

FICHA TÉCNICA

ATLÉTICO TUCUMÁN X PALMEIRAS

ATLÉTICO TUCUMÁN: Lucchetti; Di Plácido, Bianchi, Canuto e Evangelista; Leyes, Acosta, Aliendro e Barbona; Menéndez e Zampedri. Técnico: Pablo Lavallén.

PALMEIRAS: Fernando Prass; Jean, Edu Dracena, Vitor Hugo e Egídio; Felipe Melo e Zé Roberto; Michel Bastos, Dudu e Keno; Borja. Técnico: Eduardo Baptista

Juiz: Mário Vivar (PAR)

Horário: 21h45

Local: Estádio Monumental José Fierro, em San Miguel de Tucumán

Na TV: Globo e SporTV 

Tudo o que sabemos sobre:
PalmeirasLibertadores

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.