Palmeiras evita assédio sobre Marcel

Marcel foi, de longe, o jogador mais festejado do Palmeiras depois da goleada por 5 a 3 sobre a Internacional, em Limeira, na quarta-feira. Mas, para evitar uma exposição exagerada na mídia, o técnico Estevam Soares proibiu as entrevistas com o jogador de 23 anos no treino desta quinta, em Jarinu.Marcel, evidentemente, foi requisitado pelos profissionais de imprensa para as entrevistas, mas funcionários do clube - que fazem as vezes de assessor de imprensa, função para a qual a diretoria ainda não contratou ninguém - se encarregaram de avisar que o jogador não iria falar, por ordem de Estevam. "Ele já falou bastante, ontem, depois do jogo", foi a justificativa.Na verdade, a preocupação é a de, na linguagem do futebol, "baixar a bola" de Marcel, que não chegou com tanto cartaz ao Palmeiras, mas se tornou o destaque do time na vitória sobre a Inter - fez dois gols e deu passe para outros dois. Apesar de proibir as entrevistas, Estevam falou por Marcel. "Desde quando estava no Paraná, mostrava qualidades e me deixou impressionado", comentou o treinador. "Teve uma atuação excelente contra a Inter e tem se comportado muito bem nos treinos."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.