Alex Silva/Estadão
Alex Silva/Estadão

Palmeiras evita traçar metas, mas já anseia clássico com o Corinthians

Após insucessos nos objetivos anteriores, equipe tenta pensar jogo a jogo, mas admite importância do dérbi

Gonçalo Junior, O Estado de S.Paulo

20 Outubro 2017 | 07h00

Depois de falhar nas metas estabelecidas pelo antigo técnico Cuca, que chegou a pedir 12 vitórias nos últimos jogos e, em seguida, dez triunfos, em busca do título, os jogadores do Palmeiras evitam fazer prognósticos. O discurso é pensar jogo a jogo, mas todos esperam o confronto com o Corinthians, no dia 5 de novembro. "O jogo com o Corinthians vai ser importante, mas a gente precisa estar em uma distância que ainda dê para brigar", disse o lateral Egidio.

+ 'Tirei um peso dos ombros', diz Borja após quebrar jejum de quatro meses

+ Palmeirenses pedem permanência, mas Valentim diz só pensar no próximo jogo

Após a vitória sobre a Ponte Preta nesta quinta-feira, por 2 a 0, a distância entre o Palmerias, terceiro colocado, e o Corinthians é de nove pontos (59 a 50). “A gente fica feliz pela vitória, que coloca a gente no grupo de cima. Vamos pensar jogo a jogo, sem nos pressionar com metas”, disse o volante Tchê Tchê, um dos destaques do triunfo no Pacaembu.

Os jogadores querem diminuir a diferença o máximo possível para que o torneio ainda esteja aberto no dia 5 de novembro. Na próxima partida, o time vai enfrentar o Grêmio, em Porto Alegre, domingo. Os gaúchos provavelmente vão utilizar um time alternativo, pois vão iniciar a disputa da semifinal da Libertadores na próxima quarta-feira contra o Barcelona, do Equador.

“Se a gente vencer o próximo jogo, poderemos estar entre os primeiros. Nosso objetivo é esse”, diz o zagueiro Edu Dracena.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.