César Greco/Ag. Divulgação
César Greco/Ag. Divulgação

Palmeiras faz primeiro coletivo e técnico pede para evitar 'chutões'

Marcelo Oliveira tenta organizar saída de bola da equipe

Daniel Batista, O Estado de S. Paulo

13 de janeiro de 2016 | 12h41

O Palmeiras realizou nesta quarta-feira o primeiro treinamento coletivo da temporada onde teve como destaque o fato do técnico Marcelo Oliveira cobrar bastante os jogadores para que evitassem os "chutões" para frente, que se tornaram corriqueiros no ano passado e por diversos jogos atrapalharam na criação das jogadas da equipe. Em relação aos jogadores, a novidade foi a presença do zagueiro Edu Dracena entre os titulares.

Na terça-feira, Marcelo Oliveira chegou a comandar uma atividade tática com oito jogadores em cada lado, dando um indício de parte da equipe que deverá escalar neste início de temporada. Mas, nesta quarta pela manhã, em Itu, onde a equipe está hospedada, o treinador comandou uma atividade mais completa, onde teve início com os dois times tendo que enfrentar apenas um goleiro. Fernando Prass e Vagner se revezavam na meta.

O time titular foi formado por Lucas; Edu Dracena, Vitor Hugo e Zé Roberto; Arouca, Matheus Sales, Robinho, Dudu e Gabriel Jesus; Barrios. Já os reservas jogaram com João Pedro, Roger Carvalho, Leandro Almeida e Egídio; Thiago Santos, Moisés, Erik, Cristaldo e Allione; Alecsandro.

Em um campo paralelo ficaram Anderson (goleiro da base), Vinicius Silvestre, Nathan, Thiago Martins, Taylor, Victor Luis, Régis, Rodrigo, Jobson e Mouche.

Durante a maior parte da atividade, Marcelo Oliveira cobrou bastante qualidade no passe e marcação forte, sempre ressaltando que não era para dar chutões na saída de bola. Geralmente, Arouca era quem aparecia para buscar a bola no campo de defesa e dar início a criação da jogada.

Na segunda parte da atividade, o treinador montou o tradicional coletivo com 11 em cada lado. A novidade foi a entrada de Thiago Santos no lugar de Arouca, que foi para a academia fazer trabalho especial para prevenir lesões. Rodrigo entrou na formação reserva que tinha Vagner como goleiro, enquanto a titular contava com Fernando Prass.

Com os dois times postados e sem Arouca, os titulares passaram a ter mais dificuldades na saída de bola e alguns chutões foram dados, deixando Marcelo Oliveira incomodado. Durante o treino, algumas mudanças nas duas equipes foram sendo feitas, principalmente na formação reserva. A única alteração nos titulares foi a entrada de Egídio na vaga de Zé Roberto, que deixou a atividade para correr em torno do gramado.

O treino acabou com o placar de 2 a 0 para os titulares, gols de Gabriel Jesus e Barrios. O primeiro saiu após belo passe de Robinho e o segundo depois que o paraguaio desviou cruzamento de Matheus Sales.

Cleiton Xavier ficou na sala de musculação, mas pode jogar na quarta-feira que vem, contra o Libertad-PAR, em torneio amistoso que será realizado no Uruguai. O volante Gabriel e o meia Fellype Gabriel ficaram fazendo recondicionamento físico.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolPalmeirasMarcelo Oliveira

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.