JF Diorio/AE - 22/2/2010
JF Diorio/AE - 22/2/2010

Palmeiras faz partida decisiva contra a Ponte Preta

Técnico Antônio Carlos quer time disposto a lutar pela quarta vitória seguida neste sábado no Palestra Itália

Ana Paula Garrido, Agencia Estado

20 de março de 2010 | 08h03

O Palmeiras tenta neste sábado esticar a primeira série de três vitórias seguidas do ano. Os resultados positivos, principalmente a virada sobre o Santos no último domingo, devolveram a alegria à equipe, que passou a comemorar os gols com dancinhas, tal como os meninos da Vila Belmiro. Apesar de mais confiante, o grupo sabe da pressão sobre o confronto contra a Ponte Preta, às 17 horas, em que só a vitória mantém a equipe alviverde na briga pelas semifinais do Campeonato Paulista.

O jogo também marca a volta ao estádio Palestra Itália. A última vez que jogou lá, o time perdeu por 3 a 1 para o Santo André, agravando a crise, aparentemente já superada pelos jogadores. Os torcedores, no entanto, continuam desconfiados com o time. Tanto que até esta sexta apenas 1.500 ingressos haviam sido vendidos, de acordo com o clube. O estádio tem capacidade para 27.650 lugares.

Com ou sem apoio da torcida, o aproveitamento em casa está aquém do desejado. Nas sete disputas deste ano, o Palmeiras venceu apenas três. Um reencontro com a vitória no Palestra Itália tem um significado ainda maior para a equipe na reta final do torneio - dos cinco jogos restantes, três serão em casa.

Os últimos confrontos pelo Estadual também reúnem outra curiosidade: todos os adversários estão abaixo do Palmeiras na tabela de classificação. O que poderia ser uma vantagem pode se tornar mais um obstáculo, segundo Diego Souza.

Mesmo sem ter participado do treino desta sexta, Lincoln, que passou a manhã na fisioterapia, está escalado. O meia ainda está fora de forma e sem ritmo de bola - ficou sem jogar desde maio, quando se desentendeu com o Galatasaray (Turquia) e quis sair do clube. Mas, após bela atuação nos dois últimos jogos, ganhou chances de virar titular do elenco. Assim como Ewerthon, com quem formou dupla eficiente, e também está confirmado para partida deste sábado.

O goleiro Marcos joga, depois de ser poupado da partida contra o Paysandu, na última quarta, em Belém. Outro que voltou a ser escalado é o meia Joãozinho, afastado desde o clássico contra a Portuguesa, em fevereiro, por uma lesão no tornozelo. Eduardo e Léo estão suspensos.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolCampeonato PaulistaPalmeiras

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.