Palmeiras goleia a Ponte por 5 a 0 e conquista o Paulistão

Alex Mineiro marca três gols na partida, assume a artilharia e garante o 22.º título estadual do time alviverde

Milton Pazzi Jr., estadao.com.br

04 de maio de 2008 | 17h55

  Clayton de Souza/AE O capitão Marcos e os jogadores do Palmeiras carregam a pesada taça de campeão paulista de 2008SÃO PAULO - A espera de quase doze anos sem títulos do Estadual para os torcedores do Palmeiras acabou neste domingo. Com a vitória por 5 a 0 sobre a Ponte Preta na final, em pleno Estádio Palestra Itália, o time alviverde consolidou sua melhor campanha e a vantagem na decisão garantindo assim seu 22.º título do Campeonato Paulista. A goleada só confirmou a festa e o domínio palmeirense, com três gols de Alex Mineiro.Veja também: Conheça os heróis e reveja a campanha palmeirense TV Estadão: Assista aos gols da vitória do Palmeiras Ouça e guarde os gols do título, pela rádio Eldorado/ESPN O dia da decisão e as imagens da conquista do Palmeiras Torcida e polícia brigam após a final, com cerca de 60 feridos Alex Mineiro pretende dividir o dinheiro pela artilharia Para cumprir promessa, palmeirenses raspam o cabelo Luxemburgo: 'Eu sou muito bom de Estadual, tenho oito títulos' Sérgio: 'Não esperava um resultado tão amargo' Conheça os campeões dos outros estaduais pelo BrasilUma festa que tem como destaques o meio-campista chileno Valdívia, ídolo da torcida pelos dribles; Alex Mineiro, artilheiro isolado com 15 gols; e o técnico Vanderlei Luxemburgo, que iguala a marca de oito conquistas com Lula, como maior vencedor de títulos na competição. Para o lado ponte-pretano, fica o quinto vice-campeonato e o sonho de um dia chegar a uma conquista.Para chegar a este título, o time alviverde confirmou o favoritismo indicado no começo da temporada com os investimentos feitos pela parceira Traffic, que trouxe reforços e Luxemburgo. Ele sempre disse que essa equipe conquistaria taças e que bastava ter paciência. Foi assim no campeonato, com um começo forte, uma queda de ritmo no meio e a ascensão justamente na fase final. PALMEIRAS5Marcos (Diego Cavalieri); Élder Granja, Gustavo, Henrique e Leandro    ; Pierre    , Martinez    , Diego Souza     e Valdivia    ; Kléber     (Denilson) e Alex Mineiro (Lenny    ).Técnico: Vanderlei Luxemburgo PONTE PRETA0Aranha; Eduardo Arroz    , João Paulo, César     e Vicente; Deda    , Ricardo Conceição, Elias (Giuliano) e Renato; Luís Ricardo e Leandro (Wanderley).Técnico: Sérgio GuedesGols: Ricardo Conceição (contra) aos 19 minutos e Alex Mineiro aos 34 do primeiro tempo. Valdivia aos 28, Alex Mineiro aos 30 e aos 32 do segundo tempo.Árbitro: Cleber Wellington AbadeRenda: R$ 1.433.350,00.Público: 27.927 pagantes.Estádio: Palestra Itália, em São Paulo (SP).QUESTÃO DE TEMPOA Ponte Preta fez o quanto pôde de mistério e escalou os machucados Elias (meia) e César (zagueiro), acreditando que teria vantagem com a presença de ambos. Mas, de nada serviu. O Palmeiras entrou em campo com sua força máxima e teve o domínio desde o começo da partida. Foi questão de tempo conseguir o título.O primeiro gol palmeirense saiu aos 19 minutos, contra de Ricardo Conceição, em lance onde ficou a dúvida se Kleber fez a falta. A torcida já começava a comemorar e esperava mais, quando Alex Mineiro fez o segundo gol, aos 33 minutos, de cabeça, aproveitando cruzamento de Elder Granja.Mesmo com a vantagem, os jogadores palmeirenses falaram em bronca do técnico no intervalo. E ela deu resultado no fato de aumentar a vantagem. Depois de 28 minutos de espera, com domínio no jogo, saiu o terceiro gol, com Valdívia, um golaço num chute de fora da área. A festa só aumentou com outros dois gols de Alex Mineiro, aos 30 e 32 minutos, que garantiu assim a artilharia do campeonato.PROBLEMASMesmo com a festa, também aconteceram incidentes. Torcedores palmeirenses e ponte-pretanos brigaram no estádio, e a polícia teve trabalho para impedir que os sinalizadores fossem acesos na arquibancada. Nada, porém, atrapalhará a história da conquista palmeirense, de novo campeão.  

Tudo o que sabemos sobre:
PalmeirasPonte PretaPaulistão A-1

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.