Palmeiras goleia Potosí em estreia pela Libertadores

O Palmeiras conseguiu o seu objetivo nesta quinta-feira. Jogando no Palestra Itália, a equipe goleou o Real Potosí por 5 a 1, em sua estreia pela Copa Libertadores. O resultado foi importante para que o time de Vanderlei Luxemburgo garanta presença na fase de grupos da competição com mais tranquilidade.Na próxima quarta-feira, o Palmeiras terá que defender a vantagem conquistada nessa quinta a quase 4 mil metros de altitude, em Potosí, na Bolívia. Com o placar construído em São Paulo, o time pode perder até por três gols de diferença. Se avançar, a equipe entra no Grupo 1 da Libertadores, ao lado de Sport, Colo-Colo e LDU, atual campeã.Para ir à Bolívia com vantagem no confronto, o Palmeiras começou a partida desta quinta todo no ataque. E logo percebeu a fragilidade da defesa boliviana. Procurando somente evitar o primeiro gol palmeirense, o Real Potosí já poderia ter saído atrás no placar com um minuto de jogo, quando o zagueiro colocou a mão na bola dentro da área, após falta cobrada por Cleiton Xavier.O Palmeiras não se abateu com o erro do árbitro, que mandou o lance seguir, e continuou pressionando. Com apenas três minutos, Keirrison já deixou sua marca no jogo, fazendo 1 a 0. Cleiton Xavier invadiu a área pela esquerda e fez o cruzamento preciso para o atacante, que só empurrou para as redes.O domínio palmeirense no jogo seguiu. O zagueiro Maurício Ramos ainda teve outra boa chance de ampliar, ao chutar na área para fora, antes de Willians sofrer pênalti para o Palmeiras. Após o jogador ser derrubado por Suárez, Keirrison foi para a cobrança e não desperdiçou. Mesmo tendo perdido uma penalidade na última terça-feira, contra o Marília, o atacante mostrou confiança e bateu no canto oposto do goleiro.Surpreendentemente, após sofrer o segundo gol na partida, aos 20 minutos, o Potosí decidiu partir para o ataque. Em cobrança de escanteio, Chiorazzo cabeceou firme e Pierre salvou o Palmeiras em cima da linha. O volante, porém, não pôde fazer nada na sequência do lance. Marcos saiu mal para tentar cortar o cruzamento e a bola ficou viva na área, sobrando para Rodríguez, que marcou o primeiro dos bolivianos.A pressão feita pelo Potosí logo após sofrer o segundo gol terminou quando a equipe fez 2 a 1. Com seu gol fora marcado, o time boliviano voltou a se recuar e continuou sendo dominado. O terceiro não demorou a sair. Aos 39 minutos, Cleiton Xavier cobrou escanteio na primeira trave e Diego Souza cabeceou bem, fazendo o terceiro palmeirense no Palestra Itália.A etapa final de jogo começou da mesma maneira que terminou o primeiro tempo. O ataque rápido do Palmeiras, com Willians e Cleiton Xavier vindo de trás, envolvia o Real Potosí. A goleada era questão de tempo, e o time de Vanderlei Luxemburgo continuou buscando ampliar a vantagem para jogar na altitude com mais calma.Então, aos 13 minutos, Cleiton Xavier também guardou o seu. O meia chutou de longe e acertou um chute forte. A bola tomou efeito e enganou o goleiro do Potosí. Com o gol, o jogador vindo do Figueirense continua deixando sua marca em todas as partidas do Palmeiras em 2009, marcando quatro gols em quatro jogos.Contra um adversário fraco tecnicamente, inclusive com jogadores visivelmente acima do peso, o Palmeiras controlou a vitória com facilidade, sempre buscando aumentar o placar. O triunfo praticamente certo permitiu que Luxemburgo ainda fizesse três substituições, tirando Pierre, Willians e Diego Souza para as entradas de Jumar, Lenny e Evandro, respectivamente. Já nos acréscimos, a festa ficou completa no Palestra Itália. Cleiton Xavier cobrou mais uma falta perigosa e Edmílson subiu entre a zaga para marcar de cabeça. O gol foi o primeiro do zagueiro no Palmeiras, em seu segundo jogo pela nova equipe.Ficha Técnica:Palmeiras 5 x 1 Real PotosíPalmeiras - Marcos; Danilo, Edmílson e Maurício Ramos; Fabinho Capixaba, Pierre (Jumar), Cleiton Xavier, Diego Souza (Evandro) e Pablo Armero; Willians (Lenny) e Keirrison. Técnico: Vanderlei Luxemburgo.Real Potosí - Mauro Machado; Gatty, Edhemir Rodríguez, Juan Carlos Paz García e Ronald Eguino; Eduardo Ortiz, Nicolás Suárez, Gonzalo Galindo e Roberto Correa (Marco Davi Paz); Yecerote Peña e Horacio Chiorazzo (Darwin Peña). Técnico: Vladimir Soria.Gols - Keirrison, aos 3 e aos 20, Edhemir Rodríguez, aos 22, e Diego Souza, aos 39 minutos do primeiro tempo; Cleiton Xavier, aos 13, e Edmílson, aos 46 minutos do segundo tempo.Árbitro - Roberto Silvera (Fifa-Uruguai).Cartões amarelos - Pierre (Palmeiras); Gonzalo Galindo, Edhemir Rodríguez, Ronald Eguino e Nicolás Suárez (Real Potosí).Renda - R$ 745.770,00.Público - 23.694 espectadores.Local - Estádio Palestra Itália, em São Paulo (SP).

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.