Palmeiras goleia União São João por 5 a 1

Está certo que o árbitro Rodrigo Cintra exagerou no rigor dos cartões contra o frágil União São João - expulsou um jogador, os maqueiros e os gandulas -, mas isso não tirou os méritos do Palmeiras, que goleou nesta quarta-feira o adversário por 5 a 1 com três gols de Vágner Love e se reabilitou no Campeonato Paulista. O atacante marcou seu sétimo gol na competição e encostou em Luís Fabiano, do São Paulo, com oito, na luta pela artilharia, mas saiu de campo com dor no joelho.O Palmeiras já começou com domínio total de jogo, com Magrão chutando a bola na trave aos 7 minutos após cobrança de falta. Quando Lico, que já tinha cartão amarelo, tomou o segundo aos 17 minutos e foi expulso, a superioridade aumentou. Chance de gol do time da casa, só com um chute de Gerson Lente, aos 20 minutos.A ausência de um jogador deixou o União ainda mais exposto aos ataques e o Palmeiras não teve pena. Pedrinho cobrou falta aos 22 minutos e Vágner Love completou de cabeça para abrir o placar. A comemoração foi com passes de samba, para relembrar o título carnavalesco da Mancha Verde e o acesso ao primeiro grupo. O atacante aumentaria a vantagem dois minutos depois, quando Correia foi ao ataque e chutou. Marcelo Galvão defendeu, mas Vágner Love pegou o rebote e marcou mais um. A celebração foi uma estranha simulação de tiros.Mas a sede de gols de Love não parou por aí. Aos 38 minutos, Magrão avançou pela esquerda e cruzou para o atacante marcar seu terceiro gol no jogo. Ao União, só restou tentar evitar um vexame maior. Antes da volta das equipes para o segundo tempo, Cintra trabalhou. Após discussão, expulsou o outro maqueiro e todos os gandulas. O representante da federação teve de assumir a função de correr atrás da bola, enquanto os médicos dos dois times ficaram responsáveis pela maca.Nos primeiros minutos, o União São João tentou diminuir a desvantagem. E foi premiado após um erro de passe de Correia, aos 9 minutos. Wilson Mathias lançou João Paulo, que completou.A alegria durou pouco. Três minutos depois, Lúcio atacou pela esquerda e lançou Pedrinho, que deu início à goleada. Segundos depois, Correia fez duas faltas em divididas mas, como Cintra não marcou nada, o volante aproveitou e chutou certeiro para marcar o quinto gol palmeirense, fechando o placar.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.