Cesar Greco/Palmeiras
Cesar Greco/Palmeiras

Palmeiras inicia busca pelo 11º título nacional embalado por vitórias e confiante

Time de Abel Ferreira estreia no Brasileirão contra o Ceará neste sábado, no Allianz Parque

Ricardo Magatti, O Estado de S.Paulo

09 de abril de 2022 | 05h00

Vitorioso em poucos meses, Abel Ferreira ostenta os títulos do Paulistão, da Copa do Brasil, da Libertadores (duas vezes) e da Recopa Sul-Americana, mas ainda não ganhou o Brasileirão. O Palmeiras começa neste sábado a sua caminhada no torneio nacional cuja taça o comandante português quer adicionar à sua galeria. O adversário de estreia é o Ceará, no Allianz Parque.

Embalado por uma sequência importante de vitórias que lhe deu confiança, o maior campeão nacional persegue o seu 11º troféu e tentará, sob o comando de Abel, não repetir os erros das últimas edições para voltar a levantar a taça que não ganha desde 2018. Com o português, o time terminou em terceiro no ano passado e em sétimo em 2020. A equipe só conseguiu brigar pelo título até um determinado momento nas duas ocasiões porque priorizou a Libertadores e venceu o torneio sul-americano em ambas as temporadas.

As três últimas estreias do Palmeiras em Campeonato Brasileiro no Allianz Parque terminaram com vitória palestrina por 4 a 0: diante do Athletico-PR (2016), do Vasco da Gama (2017) e do Fortaleza (2019). O time nunca perdeu quando o primeiro jogo aconteceu na arena palmeirense.

O Palmeiras joga neste ano com o pensamento de fazer uma campanha mais consistente do que apresentou nas duas últimas temporadas no certame nacional. Abel já entende como a competição é jogada e sabe que, para ser campeão, seu time terá de ser regular, forte em casa, ter uma defesa segura e ganhar de adversários diretos. 

Esses quatro elementos, por diferentes motivos, faltaram nas últimas duas campanhas do Palmeiras na competição. A comissão técnica entende que os atletas amadureceram e o repertório tático e técnico da equipe foi ampliado, o que leva a crer que as chances de título brasileiro sobem.

Existe, mais uma vez, a preocupação da comissão técnica com o extenuante calendário do futebol brasileiro. O Palmeiras divide as atenções do Brasileirão com a Libertadores e a Copa do Brasil. Certamente o treinador vai rodar o elenco nesses três torneios para diminuir o risco de lesões e o desgaste físico. 

Ele fez isso na estreia da competição continental, na Venezuela, onde apenas quatro titulares iniciaram a goleada sobre o Deportivo Táchira, e deve fazer também neste sábado, contra o Ceará. Neste mês, contando já o segundo jogo da final do Paulistão, o time encara uma maratona de nove partidas. Ao menos Abel tem de volta Marcos Rocha, Danilo e Rony, que sequer viajaram para Venezuela. Piquerez deve continuar fora.

O elenco treinou apenas uma vez, na sexta, antes do confronto com os cearenses. Na quinta, os atletas passaram o dia inteiro em viagem e só chegaram a São Paulo no início da noite.

PALMEIRAS X CEARÁ

PALMEIRAS - Weverton; Mayke, Gómez, Kuscevic e Jorge; Jailson, Zé Rafael e Raphael Veiga; Dudu, Gustavo Scarpa e Gabriel Veron (Rafael Navarro). Técnico: Abel Ferreira.

CEARÁ - João Ricardo; Nino Paraíba, Messias, Luiz Otávio e Bruno Pacheco; Richard e Rodrigo Lindoso; Fernando Sobral, Vina e Lima; Mendoza. Técnico: Dorival Júnior.

ÁRBITRO - Caio Max Augusto Vieira (RN)

HORÁRIO - 21h

LOCAL - Allianz Parque

TRANSMISSÃO - SporTV

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.