Divulgação/Ag. Palmeiras
Divulgação/Ag. Palmeiras

Palmeiras inicia testes para buscar substituto para Willian

Em jogo-treino, Felipão tentará achar opções para compensar ausência de atacante

Ciro Campos, O Estado de S.Paulo

12 de janeiro de 2019 | 04h30

O técnico Luiz Felipe Scolari, do Palmeiras, tem uma dúvida para esclarecer neste sábado, no jogo-treino com o Comercial, na Academia de Futebol. A equipe busca nos testes de pré-temporada conseguir definir o substituto do atacante Willian, que está machucado. Para a posição de ponta direita o elenco tem como candidatos nomes como Gustavo Scarpa, Érik, Felipe Pires, Carlos Eduardo e até Zé Rafael, que também já atuou no setor.

O jogador que ocupará a função de Willian é a principal incógnita deste início de ano. Na única vez em que esboçou a formação titular diante da imprensa em 2019, Felipão armou a formação com dez nomes. Justamente a peça faltante era alguém na ponta direita, para fazer companhia no setor ofensivo a Dudu, posicionado na esquerda, e a Deyverson, escolhido como centroavante.

A posição de ponta foi a maior demanda de Felipão para a diretoria nesta janela de transferência. Por isso mesmo o clube se esforçou em procurar no mercado opções para o setor. O clube investiu cerca de R$ 25 milhões em Carlos Eduardo, acertou com o Hoffenheim o empréstimo de Felipe Pires e contou com o retorno de Érik, cedido ao Botafogo na última temporada.

Com o discurso de jogar o Estadual com a força máxima, o Palmeiras terá no início de ano uma formação bem parecida à usada no Brasileiro de 2018. A exceção será justamente Willian, que se recupera de cirurgia no joelho direito e dará lugar a um titular. Apesar de ser meia de origem, Gustavo Scarpa desponta como a mais provável opção, por já ter sido escalado na função anteriormente.

O Comercial, adversário deste sábado no jogo-treino, não será o único teste do Palmeiras. O clube pretende na próxima semana enfrentar o Osasco, na Academia de Futebol, antes da estreia contra o Red Bull, no domingo, em Campinas. Nesses dois encontros Felipão vai utilizar as substituições ilimitadas para testar vários jogadores, inclusive na ponta direita.

Os dois testes servirão também para definir a inscrição no Campeonato Paulista. São permitidos somente 26 nomes, enquanto o elenco conta agora com 36. Boa parte dos jogadores cortados da relação devem ser emprestados para alguma equipe. Felipão quer trabalhar com o número de 30 opções no elenco.

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.