Palmeiras insiste em contratar Gamarra

Depois da derrota para o Goiás, sábado, em Goiânia, a diretoria do Palmeiras resolveu voltar imediatamente às compras. O diretor de futebol do clube, Salvador Palaia, confirmou uma reunião nesta segunda-feira com o empresário Gilmar Veloz, o novo procurador do zagueiro paraguaio Gamarra.O dirigente do Palmeiras também acionou empresários para contactar o clube ucraniano Shaktar Donetsk em busca de Rodrigo, ex-zagueiro do São Paulo. Há a chance de um retorno do lateral Baiano, que está no Boca Juniors, e o Palmeiras também insiste na recontratação de Vágner Love. "Todos sabemos que o Palmeiras tem dificuldades na defesa. Não dá para mentir. A maneira com que o time sofreu os gols do Goiás deixou nítida essa nossa deficiência. A equipe perdeu por falhas individuais. O Bonamigo não pode ser questionado. Ele tem trabalhado demais", afirmou Palaia, após a derrota por 2 a 1 em Goiânia.Palaia deixou claro que quer Gamarra e Rodrigo como novos zagueiros do time. "Queremos um líder na defesa, mm jogador de passagem vitoriosa por times grandes, e não atletas que possam chegar a desabar diante da pressão e cobrança que são imensas no Palmeiras. Atletas que são promessas e se intimidam não servem. Acabou a temporada de testes", garantiu o diretor."Vou conversar nesta segunda-feira com o Gilmar Veloz, que está representando o Gamarra. Já soube que ele deseja voltar e por um salário compatível com o futebol brasileiro", contou Palaia. Em vez dos R$ 300 mil mensais, primeira pedida do paraguaio, ele aceitaria receber a metade, R$ 150 mil.Enquanto isso, conselheiros palmeirenses souberam e informaram Palaia que Rodrigo quer voltar da Ucrânia. E o Palmeiras quer se antecipar a outros interessados e buscar o atleta. "Ele tem nível para atuar no nosso clube. Já estamos vendo isso com o Rodrigo", admitiu o diretor.Quanto a Baiano, do Boca Juniors, o caminho pode ser curto. O jogador teria interesse em voltar ao Palmeiras por não estar atuando em todas as partidas. Seu grande inimigo no Palestra Itália, o técnico Estevam Soares, foi demitido e trabalha no São Caetano. Esse era o único obstáculo para o seu retorno.Sobre Vágner Love, o cenário está ficando sombrio. O CSKA não deu retorno à proposta do Palmeiras de R$ 4 milhões por um empréstimo de nove meses. Os russos querem vender o atleta e até agora nem sequer responderam a oferta palmeirense."Se por acaso o Corinthians ficar com o jogador porque está disposto a comprá-lo, não há o menor problema. Não está havendo um leilão por ele. Pelo contrário. Nós fizemos a nossa proposta e o Corinthians fez a dele. Cabe ao CSKA escolher a que achar melhor. Não é leilão. Não haverá vencedor e muito menos vencido", explicou Palaia.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.