Palmeiras insiste no meia Ricardinho

O Palmeiras aguarda uma resposta do Internacional para poder anunciar o meia Ricardinho como seu novo reforço para 2006. Com o jogador, já está tudo acertado. Para o Inter, o time paulista oferece em troca o zagueiro Daniel Marques, que estava emprestado ao Paraná. A princípio, seria uma troca simples, de um jogador por outro. Mas o empresário Neco Cirne, que representa o Palmeiras na negociação, foi autorizado pela diretoria do clube a oferecer dinheiro caso o Inter não aceite a troca simples de um jogador por outro. Ricardinho renovou contrato por dois anos com o clube gaúcho e seria emprestado por uma temporada ao Palmeiras, com possibilidade de compra ao final do empréstimo. Em Porto Alegre, chegou a ser especulado que a equipe paulista cederia também o atacante Ricardinho, que estava emprestado ao Grêmio, para ter o meio-campista. Dirigentes do Inter e do Palmeiras negam, assim como o empresário do atacante, José Galante. Se o Inter não liberar Ricardinho, o Palmeiras já tem um plano B: Rodrigo Fabri. O curioso é que o nome do jogador ora é descartado, ora é confirmado por pessoas ligadas ao clube. O empresário dele, Fernando César, é enfático. ?Não há a menor chance de ele ir para o Palmeiras. Nem fomos consultados a respeito disso?. Mas pessoas ligadas à diretoria garantem que Fabri será do Palmeiras assim que ele se desvincular do Atlético-MG, no dia 31. O diretor de futebol Salvador Hugo Palaia admite que Fabri desperta interesse do técnico Emerson Leão, mas diz que nunca foi a fundo nas negociações. ?Nossa prioridade para a posição sempre foi o Ricardinho?. A pré-temporada será em Jarinu (interior de São Paulo), de 2 a 8 de janeiro, e a estréia no Campeonato Paulista será no dia 12, contra o Ituano, em casa.

Agencia Estado,

21 de dezembro de 2005 | 16h58

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.