Tiago Queiroz/AE - 15/1/2010
Tiago Queiroz/AE - 15/1/2010

Palmeiras já estreia no Paulistão sob pressão

Decepcionada com o desfecho no Brasileirão, torcida alviverde acompanha time diante do Mogi Mirim

Daniel Akstein Batista, Agencia Estado

16 de janeiro de 2010 | 08h17

Depois de 40 dias para descansar, refletir e se preparar, o Palmeiras volta a campo neste sábado. Será a chance de mostrar que a frustração do ano passado, quando perdeu o título do Brasileirão que parecia certo, já foi esquecida. E será também o reencontro com a torcida palmeirense, a partir das 17 horas, no Palestra Itália, em jogo contra o Mogi Mirim, que marca a estreia no Paulistão.

Veja também:

tabela Tabela de jogos do Paulistão

O problema é que o Palmeiras de 2010 ainda está em formação. A equipe que jogará neste sábado não é a que o técnico Muricy Ramalho considera como a ideal. O tempo de preparação foi insuficiente. E ainda faltam alguns reforços, principalmente um meia e um atacante. Para completar, a defesa estará desfalcada do zagueiro Maurício Ramos, que está machucado e não enfrenta o Mogi Mirim - serão 10 dias parado por causa de lesão na coxa direita.

Mas o elenco pede paciência ao torcedor neste começo de temporada. Até agora, quatro reforços já foram contratados, mas apenas dois farão a estreia neste sábado: o zagueiro Léo e o volante Márcio Araújo, que serão titulares. Enquanto isso, o lateral-esquerdo Eduardo não deve ficar nem no banco de reservas e o volante Edinho ainda não está à disposição de Muricy.

O Palmeiras viveu dias conturbados desde o final do Brasileirão, quando terminou apenas em quinto lugar, muito pouco para quem liderou o campeonato por 19 rodadas - nem a vaga na Libertadores conseguiu. Apesar da pressão nos bastidores, Muricy foi mantido no cargo. Assim, a maior vítima do frustrante final de temporada foi mesmo o atacante Vágner Love, que ficou sem clima para continuar no Palestra Itália e foi liberado para o Flamengo.

Sem Vágner Love, Muricy ainda espera reforços para o ataque. Neste sábado, a aposta será no atacante Robert, que teve a documentação regularizada nesta sexta-feira - seu contrato de empréstimo foi renovado - e poderá ser escalado como titular. Seu companheiro na estreia será o meia Diego Souza, deslocado para jogar mais adiantado. Enquanto isso, o meia William, que volta ao Palmeiras após passagem pelo Vitória, entra no time.

Os oito dias de pré-temporada em Atibaia, no interior de São Paulo, foram importantes para o elenco palmeirense. Muricy pôde trabalhar em paz. Mas ele sabe que precisa de uma vitória neste sábado, no reencontro com a torcida, para começar bem o ano e ganhar tranquilidade para o futuro. Por isso mesmo, o Palmeiras já estreia no Paulistão sob pressão.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.