Palmeiras joga atrás de vaga antecipada na Libertadores

O Palmeiras está a 90 minutos de conseguir a classificação para as oitavas de final da Copa Libertadores com uma rodada de antecedência, algo que há um mês parecia impossível. Para conquistar esse objetivo, basta derrotar o Libertad, nesta quinta-feira, às 19h15, no estádio do Pacaembu, pela quinta rodada do Grupo 2.

DANIEL BATISTA, Agência Estado

11 de abril de 2013 | 08h05

No dia 6 de março, o Palmeiras perdeu para o Tigre por 1 a 0, na Argentina, e ficou em uma situação muito delicada. E a coisa piorou no dia seguinte, quando uma confusão provocada por torcedores no aeroporto de Buenos Aires elevou a tensão a níveis quase insuportáveis. Isso sem contar que depois teve a vexatória goleada para o Mirassol por 6 a 2, pelo Campeonato Paulista.

Tirando forças não se sabe bem de onde, o time alviverde se recuperou e nesta quinta tem as condições ideais para fazer uma grande atuação e conquistar a vaga. A equipe vive uma excelente fase e contará com a volta de importantes titulares e com o apoio em massa dos torcedores, que vão lotar o Pacaembu. Os 35 mil ingressos colocados à venda para a torcida palmeirense foram vendidos.

"Jogar com o apoio da torcida é o melhor combustível. Eles sabem que teremos doação em campo. É legal saber que estamos resgatando a autoestima e a confiança do torcedor", disse o técnico Gilson Kleina.

O grande desafio do treinador será manter a equipe com os pés no chão, sem entrar na euforia dos torcedores, que só aumentou após o Tigre vencer o Sporting Cristal por 3 a 1, na última terça, na Argentina. Com esse resultado, qualquer vitória basta para o Palmeiras se classificar.

A partida marcará a volta do zagueiro Henrique e do volante Wesley, que se recuperaram de problemas musculares. A principal preocupação de Gilson Kleina é o lado direito do ataque do Libertad, setor que tanto trabalho deu à defesa alviverde no primeiro jogo, que terminou em vitória paraguaia por 2 a 0, em Assunção.

Mendieta e Nuñez terão atenção especial nesta quinta. A preocupação é tamanha que Marcelo Oliveira vai atuar como lateral-esquerdo para reforçar a marcação no setor. Mas, se por um lado conta com a volta de Nuñez, que estava machucado, o Libertad não terá o atacante Velázquez, suspenso.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolCopa LibertadoresPalmeiras

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.