Palmeiras joga contra o Marília como se fosse uma 'decisão'

Time de Vanderlei Luxemburgo espera pela vitória para emplacar de vez no Paulistão deste ano

Daniel Akstein Batista, O Estado de S. Paulo

23 de janeiro de 2008 | 09h38

Milhões de reais investidos em reforços. Um treinador de ponta. E cobrança muito maior por títulos. Além da pressão, um novo discurso entrou na pauta do Palmeiras, ainda no começo do ano, apenas na 3.ª rodada do Estadual: o das decisões. É com esse espírito que a equipe alviverde enfrenta o líder Marília, às 19h30, fora de casa.Veja também: Classificação Dentinho é a esperança do Corinthians para vencer São Paulo enfrenta o Ituano e a empolgação Portuguesa muda estratégia pela reabilitação"Já é uma decisão. Se vencermos, passamos o Marília e ficamos na frente de outro adversário", diz o volante Martinez. Em dois jogos, o Palmeiras venceu o Sertãozinho e empatou com o Santos - o time do interior bateu Bragantino e Juventus e não levou nenhum gol.O Palmeiras evita falar em favoritismo e também em pressão. Difícil. "A chegada de Vanderlei (Luxemburgo) traz coisas boas e o time vem crescendo. É claro que com tudo isso a pressão aumenta, mas vejo pelo lado positivo", destaca Martinez. MARÍLIAMauro; Gum, Vinícius e João Marcos; Júlio César, Rafael Fefo, João Victor, Romeu e Cleiton Cearense; Camilo e Wellington Silva.Técnico: Jorge Rauli PALMEIRASDiego Cavalieri; Élder Granja, Gustavo, Dininho e Leandro; Pierre, Martinez, William (Makelele) e Valdivia; Luiz Henrique e Alex Mineiro.Técnico: Vanderlei LuxemburgoÁrbitro: José Roberto MarquesEstádio: Bento de Abreu, em Marília (SP)Horário: 19h30Rádio: Eldorado/ESPN - AM 700TV: SporTVÉ bom, então, que o volante palmeirense continue enxergando apenas coisas boas. Porque Luxemburgo vai cobrar títulos. Mesma postura da diretoria. "À medida que trazemos recursos, exigimos resultados", explica o diretor de Futebol Genaro Marino. "Por parte da diretoria, a cobrança será maior, a torcida vai querer vitórias."Dos contratados, apenas Élder Granja e Alex Mineiro vão estar em campo nesta quarta. Diego Souza, Jorge Preá, Léo Lima e Lenny ainda precisam entrar em forma. Luxemburgo, assim, deve manter a equipe que não conseguiu furar o bloqueio santista, no domingo, na Vila.E uma das ordens do treinador é partir para cima do adversário. "Temos de estar sempre jogando no ataque", avisa Martinez. "Não é porque o Marília ainda não tomou gol que temos de jogar pelo empate."

Tudo o que sabemos sobre:
PalmeirasMaríliaPaulistão A-1

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.