Palmeiras joga para recuperar a paz

A equipe do Palmeiras vai enfrentar o São Gabriel nesta quarta-feira, às 20h30, no Palestra Itália, pela Copa do Brasil, sob emoções conflitantes. Por um lado, o técnico Jair Picerni e os jogadores estão aliviados com o confronto, pois uma vitória pode tirar do foco o fato de o time ter ficado de fora da disputa do título paulista. Mas, por outro, o grupo entra em campo com a obrigação de se classificar para a próxima fase ou ficará sob uma avalanche de especulações, reforçada pelas mudanças nos bastidores do clube.Picerni deu mostras de como está o ambiente no Palmeiras. ?Do jeito que saímos foi como se tivéssemos perdido um título?, disse o treinador, admitindo que o desgaste pela derrota para o Paulista nos pênaltis foi grande para todo grupo. Sendo assim, ele considera que enfrentar o São Gabriel e fazer a equipe se concentrar na Copa do Brasil pode ser uma coisa positiva para recuperar o elenco.Para o jogo, o técnico fez uma alteração técnica ao colocar Elson no lugar de Diego Souza. Picerni, no entanto, teve o cuidado de deixar claro que a decisão foi tomada por causa de uma queda de produção do jogador, normal em um atleta jovem, e que ele deverá ter outras oportunidades. O técnico do Palmeiras também disse que não vai abdicar da postura de atacar, apesar de saber que um gol do São Gabriel pode complicar bastante a situação do seu time. Afinal, no primeiro jogo, a equipe gaúcha venceu por 2 a 1 e precisa apenas do empate para seguir na competição.Mesmo entrando em um momento delicado para o time, Elson se mostrou confiante. ?É nessas horas que é bom de se jogar.?Clima ? O ambiente no Palmeiras está em ebulição. Depois de o presidente Mustafá Contursi ter determinado a demissão do médico Maurício Bezerra, agora foi a vez do diretor de futebol amador, Nilton Pinto Barbosa, ser mandado embora do clube. A tensão interna no Palestra Itália e na Academia de Futebol é grande. Mesmo porque, ninguém sabe ao certo o motivo das duas demissões e todos temem a possibilidade de serem novas vítimas.É certo que o presidente ? que sempre monitorou a atividade do time de perto, conversando diretamente com os integrantes da comissão técnica ? tem procurado cuidar de alguns assuntos com atenção redobrada, especialmente no que diz respeito a Vágner Love. A contusão em um período de pedido de aumento de salário deixou o dirigente desconfiado a ponto de exigir que o laudo da ressonância magnética do atacante, que detectou uma lesão de grau 1 no músculo adutor da coxa, fosse refeito. Os resultados, no entanto, confirmaram o diagnóstico do médico Xavier Stump, um dos maiores especialistas do ramo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.