César Greco/ Agência Palmeiras
César Greco/ Agência Palmeiras

Palmeiras joga por 'gordura' na tabela para manter liderança isolada sob controle

Com oito vitórias consecutivas, time palmeirense recebe o Fluminense que nunca sequer empatou no Allianz

Redação, O Estado de S. Paulo

24 de julho de 2021 | 05h00

Numa rodada em que os três primeiros colocados vão jogar como mandante no Campeonato Brasileiro, o Palmeiras recebe o Fluminense neste sábado, às 19h, no Allianz, disposto a, pelo menos, manter uma distância segura para o vice-líder Atlético-MG e, assim, seguir tomando as rédeas da competição.  Com 28 pontos, o time paulista tem três de vantagem para os mineiros, que vão encarar o Bahia em Minas. Terceiro colocado com 24 pontos, o Fortaleza vai jogar em casa com o Bragantino, único integrante do G-4 a atuar fora de seus domínios.

Classificado para as quartas de final da Libertadores, o técnico Abel Ferreira atingiu a sua maior sequência de vitórias no clube desde que chegou ao Brasil. E o oitavo triunfo obtido diante dos chilenos no meio de semana só reforça o pensamento de repetir o time contra o Fluminense.

Além da boa fase que dá mais confiança a todo time, Abel comemora também o crescimento de alguns jogadores. Titular nas duas últimas partidas, o atacante Wesley deve ser o companheiro de Deyverson no ataque. Responsável por boas opções ofensivas pelo lado esquerdo, ele terá a companhia de Renan na lateral, já que Viña, em negociação com a Roma, não deve atuar.

A parte psicológica junto ao grupo vem ganhando um peso maior por parte do treinador. Em entrevistas, Abel vem enfatizando a necessidade de fortalecer a mentalidade vencedora que o time está construindo.

“Quando você ganha repetidamente, a expectativa é sempre mais alta para o jogo seguinte. Mas temos um elenco de muita qualidade e todos estão com o pensamento comum de ajudar o coletivo”, comentou o treinador.

De olho também no adversário, o técnico português quer explorar a irregularidade da equipe carioca no Brasileiro. Com a classificação às quartas de final bem encaminhada na Libertadores, após a vitória de 2 a 0 sobre o Cerro Porteño fora de casa, o Fluminense não consegue repetir esse desempenho no Nacional. Nos últimos cinco jogos, a equipe de Roger venceu duas partidas, amargou duas derrotas e acumulou ainda um empate. O reflexo dessa oscilação é o nono lugar na tabela.

A ordem para pressionar o rival passa pela criatividade de Raphael Veiga e Gustavo Scarpa. O treinador quer seus dois meias municiando os atacantes e dando velocidade ao time quando tiver a posse de bola.

Para tentar superar o Fluminense, o Palmeiras vai ter uma voz de comando diferente no banco de reservas. Como Abel Ferreira tomou o terceiro amarelo contra o Atlético-GO, o auxiliar João Martins vai dirigir a equipe da beira do campo.

Pelo lado do Fluminense, a palavra é superação. Ainda abalado pela derrota em pleno Maracanã para o Grêmio, o time carioca tem outro desafio: mudar o roteiro dos seus jogos na casa palmeirense. O Tricolor perdeu todas as sete partidas que realizou no Allianz Park.

A boa notícia fica por conta da liberação de Abel Hernandez. Expulso contra o Corinthians, o atleta foi julgado pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva e pegou  apenas um jogo de gancho (já cumprido). Assim, ele fica à disposição do técnico Roger para começar a partida.

FICHA TÉCNICA

PALMEIRAS x FLUMINENSE

PALMEIRAS – Weverton; Marcos Rocha, Felipe Melo, Gustavo Gómez e Renan; Danilo, Zé Rafael, Gustavo Scarpa e Raphael Veiga; Wesley e Deyverson. Técnico: João Martins.

FLUMINENSE – Muriel; Calegari, Manoel, Lucas Claro e Egídio; Wellington,  Martinelli, John Kennedy e Cazares; Abel Hernandez (Fred) e Lucca. Técnico: Roger.

ÁRBITRO – Savio Pereira Sampaio (DF)

HORÁRIO – 19h

LOCAL - Allianz Parque, em São Paulo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.