Palmeiras leva Vágner Love sem perder nenhum jogador

Durante a longa negociação, o CSKA Moscou chegou a pedir algum jogador do Palmeiras para liberar o atacante Vágner Love por empréstimo. Mas a diretoria palmeirense, ao fechar o acordo nesta sexta-feira, conseguiu contratar o reforço sem perder ninguém do seu atual elenco.

AE, Agencia Estado

28 de agosto de 2009 | 12h25

O CSKA Moscou queria o também atacante Obina, mas o Palmeiras conseguiu segurá-lo. "Brigamos bastante para que ele não fosse envolvido no negócio e tivemos sucesso", explicou o vice-presidente do clube, Gilberto Cipullo. "A transação foi feita sem custo de empréstimo."

Segundo Cipullo, a contratação de Vágner Love só foi concretizada por causa do interesse do próprio atacante. "Pesou decisivamente a vontade do jogador de voltar a vestir a camisa do Palmeiras, clube que o projetou e pelo qual ele tem um carinho muito grande", revelou.

Vágner Love foi revelado no próprio Palmeiras, onde fez bastante sucesso em 2003. No ano seguinte, foi vendido ao CSKA Moscou. Agora, aos 25 anos, ele volta ao clube com a esperança de convencer o técnico Dunga a levá-lo com a seleção brasileira para a Copa de 2010.

A apresentação oficial do novo reforço palmeirense está prevista para a próxima segunda-feira. E o empréstimo termina em julho de 2010, mas já existe um acordo entre os dois clubes para que Vágner Love fique até o final da Libertadores caso o Palmeiras esteja na disputa.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolPalmeirasVágner Love

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.