Palmeiras: Lúcio acerta e Mota pode vir

Depois de acertar a renovação de contrato de Lúcio, por três anos - para alegria do técnico Jair Picerni, a diretoria do Palmeiras corre contra o tempo para fechar a contratação do atacante Mota. O jogador, que está deixando o Cruzeiro de Belo Horizonte, já acertou as bases salariais. Só não foi anunciado como reforço para o Paulistão e Copa do Brasil porque o grupo de empresários que administra sua carreira ainda tenta levá-lo para o futebol da europa. Clubes da Croácia e Rússia querem contar com ele. "A negociação se estende há 10 dias. Se o Mota não for para o exterior, e nem permanecer no Cruzeiro, o Palmeiras tem prioridade para ficar com o atleta", disse uma fonte próxima ao presidente Mustapha Contursi. Enquanto espera por Mota, o técnico Jair Picerni comemora o retorno de Lúcio, que permanecerá por três anos no Parque Antártica. O treinador intercedeu pessoalmente para que as negociações com o jogador fossem retomadas. Ele receberá um bônus caso seja convocado para defender a seleção brasileira. No entanto, não conseguiu ganhar do Palmeiras a tão sonhada casa. Terá que se contentar com R$ 60 mil depositados em sua conta pelo empresário Oliveira Júnior, que, como dono do Ituano, ainda tem em seu poder 50% dos direitos federativos do lateral. "Fiquei feliz em permanecer no Palmeiras. Mas quero deixar claro que existe uma cláusula no contrato que estabelece que o clube terá que me liberar caso receba uma boa proposta do exterior. Para evitar problemas, até fixamos uma multa. Infelizmente, muitas coisas foram ditas nos últimos dias a meu respeito, inclusive que eu teria pedido um salário astronômico. A própria diretoria do Palmeiras andou revelando valores. Mas agora tudo é passado", disse Lúcio. No entanto, o lateral não escondeu sua mágoa com Oliveira Júnior, que disse que estava negociando 50% de seus direitos federativos com o Palmeiras e o empresário Juan Figger por US$ 400 mil. "Com o Oliveira tenho que ficar com um olho no peixe e outro no gato. Se não agir assim, corro o risco de perder o peixe." Os jogadores comemoraram o retorno do lateral. "É uma grande figura, tem um astral maravilhoso. Com certeza vai nos ajudar muito este ano", comentou o colante Magrão. Hoje, no primeiro dia de pré-temporada em Águas de Lindóia, o desfalque foi o meia Pedrinho, que sofreu um derrame no joelho esquerdo durante a partida contra o Oeste de Itápolis, domingo passado (vitória do Oeste por 2 a 1). Segundo o doutor Vinicius Martins, o jogador deve voltar a treinar até o fim da semana.

Agencia Estado,

12 de janeiro de 2004 | 20h11

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.