Palmeiras luta pela sua afirmação em Bragança Paulista

Luxemburgo colocará em campo equipe que considera ideal contra time que o consagrou como técnico

Daniel Akstein Batista, O Estado de S. Paulo

08 de março de 2008 | 15h42

É o jogo da afirmação! Com este pensamento o Palmeiras enfrenta neste domingo o Bragantino, às 16 horas, em Bragança Paulista. Cidade que Vanderlei Luxemburgo conhece muito bem. Cidade em que ele despontou para o futebol e iniciou vitoriosa carreira. Em 1990, Luxemburgo levou o Bragantino ao título paulista. Final caipira, contra o Novorizontino, dois empates por 1 a 1 que valeram o lugar mais alto no pódio. Com sentimento de nostalgia, o técnico retorna a Bragança Paulista. "É sempre gostoso quando vou pra lá, traz boas lembranças", disse o treinador. E qual é a sua primeira recordação da cidade, Luxemburgo? "A lingüiça de lá é boa pra caramba", falou, aos risos. O comandante alviverde conhece bem a cidade, o estádio Marcelo Stéfani e o clube adversário. E fala com carinho dos tempos em que comandou o Bragantino. "Todo mundo acha que eu já nasci o Luxemburgo de hoje, que só treina jogadores talentosos", disse. "Esquecem que minha origem foi no Bragantino, e que ganhávamos de grandes equipes com prioridade", lembrou. Naquela época, Luxemburgo ainda era um desconhecido. Seu time não era favorito. Dezoito anos, milhões de reais na conta e vários títulos depois, o treinador está à frente de uma equipe que foi montada para ser vitoriosa. No elenco, consagrados jogadores como os pentacampeões mundiais Marcos e Denilson (reserva). Craques da estirpe de Valdivia, melhor atleta do time. Reforços que chegaram já com a responsabilidade de resolver, como Diego Souza e Kléber. Tudo diferente de 1990. E, apesar de tudo isso, um time ainda em formação, na opinião do próprio treinador. Neste domingo, finalmente, Luxemburgo deve colocar em campo a equipe que considera ideal. Diego Souza e Valdivia ficarão responsáveis pela armação. E o ataque deve ser formado por Kléber e Alex Mineiro.BragantinoGléguer; Da Silva, Kadu e Hugo; Niander, César Gaúcho, Mário, André Gaspar e Paulinho; Nunes e MalaquiasTécnico: Marcelo VeigaPalmeirasMarcos; Élder Granja, Gustavo, Henrique e Leandro; Pierre, Léo Lima, Diego Souza e Valdivia; Kléber e Alex MineiroTécnico: Vanderlei LuxemburgoÁrbitro: Paulo César de OliveiraEstádio: Marcelo StefaniHorário: 16 horasTV: Globo e Band Vencer o Bragantino é quase como uma obrigação no Palmeiras. Se perder, a vaga nas semifinais do Estadual ficará um pouco mais longe, faltando seis jogos para o fim da primeira fase - o time está com 19 pontos. Os jogadores sabem da responsabilidade. E querem aproveitar a boa fase - estão empolgados pela classificação para a segunda fase da Copa do Brasil e pelo triunfo sobre o rival Corinthians - para conquistar outra vitória e ficar mais perto do grupo dos quatro melhores classificados. Está na hora de mostrar o verdadeiro Palmeiras, esperam os jogadores. "Temos que ter a afirmação nesse jogo", pediu o zagueiro Gustavo. "Não vejo a equipe totalmente pronta, temos feito mudanças constantes", declarou Luxemburgo, explicando por que sua equipe ainda não deslanchou na temporada. "Vamos oscilar bastante ainda. É difícil mostrar uma regularidade no momento."

Tudo o que sabemos sobre:
PalmeirasBragantinoPaulistão A-1

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.