Palmeiras: Mancha ameaça o time

Muito insatisfeita com as últimas apresentações da equipe do Palmeiras, a torcida organizada Mancha Alviverde emitiu na quarta-feira dois comunicados - um à imprensa e outro ao presidente do Palmeiras, Afonso Della Monica. Nas notas, a diretoria da Mancha exigiu a contratação de "quatro reforços de peso", já que "o time atual é fraco, limitado e tem o elenco totalmente rachado".A Mancha prometeu ainda "pegar pesado" se suas exigências não forem cumpridas. Na nota à imprensa, a diretoria da organizada afirmou: "Se os jogadores mostrarem essa falta de vontade, esse desânimo e apatia que têm demonstrado nos últimos jogos, infelizmente teremos que mostrar o outro lado da moeda e pegar pesado, com cobranças e atitudes radicais. Não haverá paz do início ao fim do jogo. Iremos pegar no pé de alguns ?jogadores?. Como o elenco já está rachado, vai ficar ainda pior. Se o ambiente já não é agradável, os dias de hoje serão lembrados como dias felizes depois que começarmos com nossas atitudes (...), talvez tenhamos jogadores que gostem de ser tratados como mulher de malandro."Na carta aberta a Della Monica, a Mancha aproveitou para dar uma alfinetada no ex-presidente Mustafá Contursi, que deixou o cargo em janeiro depois de 12 anos comandando o clube. Escreveu a Mancha: "Presidente, diferente do câncer que dirigiu o nosso clube nos últimos anos, o senhor gosta e conhece de futebol. Temos certeza de que o senhor tem noção da fragilidade do nosso elenco. Já passou da hora de investir o dinheiro do caixa do clube, aquele que é tão falado por vocês, e contratar jogadores de verdade. ?Ainda? confiamos no senhor. A nossa vida (Libertadores) começa agora e ainda há tempo de contratar. Exigimos isto."

Agencia Estado,

24 de fevereiro de 2005 | 18h54

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.